27 de julho de 2016

Tratados do venerável Beda e catálogo de constelações

Este manuscrito é composto por um catálogo de constelações com diversas ilustrações nas cores vermelho, roxo e bege. É possível que o modelo que serviu de base para este códice de 800 anos tenha sido um manuscrito do mosteiro cisterciense de Zwettl (Códice 296), que apresenta ilustrações de constelação semelhantes, mas provavelmente até mais antigas. O texto desta obra consiste em tratados do Venerável Beda (também chamado de São Beda, 673 a 735), um estudioso e polímata anglo-saxônico que escreveu ou traduziu cerca de 40 obras de diversas áreas do conhecimento. Entre os tratados deste manuscrito estão De natura rerum (Sobre a natureza das coisas), do fólio 1 (reto) ao fólio 8 (verso); De temporibus liber (O livro dos tempos), do fólio 8 (verso) ao fólio 13 (verso); e De temporum ratione (O cálculo do tempo), do fólio 14 (verso) ao fólio 64 (verso). As ilustrações aparecem depois dos textos e incluem uma carta astronômica, do fólio 71 (reto) ao fólio 84 (verso); retratos vívidos das constelações; retratos de homens e mulheres sem identificação; animais, aves e peixes reais e mitológicos; uma roda do zodíaco com o sol e a lua no centro; um desenho da lua numa carruagem puxada por bois; e uma imagem do sol montado em cavalos. O manuscrito data de aproximadamente 1200; o escriba e o ilustrador são desconhecidos. Esta obra é um dos 1250 manuscritos medievais que fazem parte das coleções da Biblioteca do Mosteiro de Klosterneuburg, na Áustria.

Saltério de Leopoldo III, margrave da Áustria

Este manuscrito do século XI era o livro de orações de Leopoldo III, margrave da Áustria (de 1073 a 1136), que em 1114 fundou o mosteiro de Klosterneuburg. Além de um saltério e orações em latim, o códice também transmite a então chamada Klosterneuburger Gebet (Oração Klosterneuberger), oração feita pelo perdão dos pecados em alto-alemão antigo. O códice também apresenta correspondências entre São Jerônimo e o Papa São Dâmaso I (por volta de 305 a 384; no papado de 366 a 384); o prefácio de Jerônimo ao Livro de Salmos; um comentário sobre o Livro de Salmos de Santo Agostinho; Credo de Atanásio; e outros documentos. Leopoldo foi canonizado em 1485 e é conhecido como São Leopoldo, o Piedoso, sendo o santo padroeiro da Áustria. Membro da casa de Babenberg, Leopoldo nasceu em Gars (atual Gars am Kamp), perto de Melk na Baixa Áustria. Originários da Baviera, onde a família havia ganhado notoriedade durante o século X, os Babenbergs chegaram à Áustria e apoderaram-se das terras ao longo do rio Danúbio entre Baviera e Eslovênia. Aos 23 anos, em 1096 Leopoldo sucedeu seu pai como margrave da Áustria. Casou-se com Agnes, filha do imperador Henrique IV e viúva de Frederico de Hohenstaufen com quem teve 17 filhos, 11 dos quais chegaram à idade adulta. Klosterneuburg está localizado às margens do Danúbio, ao norte de Viena. Leopoldo deu o códice junto com sua primeira doação ao mosteiro. Ele também fundou os mosteiros de Heiligenkreuz e Kleinmariazell.