Recebedores da Cruz de São Jorge e premiados com a mais alta condecoração militar. Pela captura da Fortificação de Kitab em 13 de agosto de 1870: soldados rasos Dubovitskii e Chistiakov, e suboficial Zobin do 9º Batalhão de Linha do Turquestão

Esta fotografia faz parte da Seção Histórica do Álbum do Turquestão, um abrangente levantamento visual da Ásia Central realizado após a Rússia imperial assumir controle da região na década de 1860. Encomendado pelo general Konstantin Petrovich von Kaufman (de 1818 a 1882), primeiro governador-geral do Turquestão Russo, o álbum é dividido em quatro seções, totalizando seis volumes: “Seção Arqueológica” (dois volumes); “Seção Etnográfica” (dois volumes); “Seção sobre o Comércio” (um volume) e “Seção Histórica” (um volume). O compilador das três primeiras seções foi o orientalista russo Aleksandr L. Kun, auxiliado por Nikolai V. Bogaevskii. A produção do ábum foi concluída em 1871 e 1872. A quarta seção foi compilada por Mikhail Afrikanovich Terent’ev (nascido em 1837), um oficial militar, orientalista, linguista e autor russo que participou da expedição russa à Samarcanda de 1867 a 1868. A “Seção Histórica” registra as atividades militares russas entre 1853 e 1871 com fotografias e mapas em aquarela dos cercos e das batalhas mais importantes. As fotografias incluem retratos individuais e em grupo de soldados e oficiais militares. Dos homens retratados, a maioria foi condecorada com a Cruz de São Jorge, uma medalha conferida a soldados e marinheiros pela bravura em combate. Algumas fotografias no início do álbum registram oficiais condecorados com a Ordem de São Jorge, reconhecimento conferido aos oficiais seniores russos por alto mérito na condução de operações militares. O álbum também mostra vistas de cidadelas, fortificações, cidades e aldeias, igrejas, ruínas e monumentos em memória aos soldados mortos em batalha. O álbum contém 211 imagens em 79 placas.

Recebedores da Cruz de São Jorge e premiados com a mais alta condecoração militar. Pela ação na Colina de Kulikelansk em 25 de junho de 1870: soldados rasos Petrov e Klesnikov e suboficiais Denisov, Volkov e Fedorov do 3º Batalhão de Linha do Turquestão

Esta fotografia faz parte da Seção Histórica do Álbum do Turquestão, um abrangente levantamento visual da Ásia Central realizado após a Rússia imperial assumir controle da região na década de 1860. Encomendado pelo general Konstantin Petrovich von Kaufman (de 1818 a 1882), primeiro governador-geral do Turquestão Russo, o álbum é dividido em quatro seções, totalizando seis volumes: “Seção Arqueológica” (dois volumes); “Seção Etnográfica” (dois volumes); “Seção sobre o Comércio” (um volume) e “Seção Histórica” (um volume). O compilador das três primeiras seções foi o orientalista russo Aleksandr L. Kun, auxiliado por Nikolai V. Bogaevskii. A produção do ábum foi concluída em 1871 e 1872. A quarta seção foi compilada por Mikhail Afrikanovich Terent’ev (nascido em 1837), um oficial militar, orientalista, linguista e autor russo que participou da expedição russa à Samarcanda de 1867 a 1868. A “Seção Histórica” registra as atividades militares russas entre 1853 e 1871 com fotografias e mapas em aquarela dos cercos e das batalhas mais importantes. As fotografias incluem retratos individuais e em grupo de soldados e oficiais militares. Dos homens retratados, a maioria foi condecorada com a Cruz de São Jorge, uma medalha conferida a soldados e marinheiros pela bravura em combate. Algumas fotografias no início do álbum registram oficiais condecorados com a Ordem de São Jorge, reconhecimento conferido aos oficiais seniores russos por alto mérito na condução de operações militares. O álbum também mostra vistas de cidadelas, fortificações, cidades e aldeias, igrejas, ruínas e monumentos em memória aos soldados mortos em batalha. O álbum contém 211 imagens em 79 placas.

Recebedores da Cruz de São Jorge e premiados com a mais alta condecoração militar. Pela ação perto de Kiatgy Kurgan de 27 a 29 de maio de 1868: primeiro-sargento Volkov e suboficial Vaulin do 3º Batalhão de Linha do Turquestão

Esta fotografia faz parte da Seção Histórica do Álbum do Turquestão, um abrangente levantamento visual da Ásia Central realizado após a Rússia imperial assumir controle da região na década de 1860. Encomendado pelo general Konstantin Petrovich von Kaufman (de 1818 a 1882), primeiro governador-geral do Turquestão Russo, o álbum é dividido em quatro seções, totalizando seis volumes: “Seção Arqueológica” (dois volumes); “Seção Etnográfica” (dois volumes); “Seção sobre o Comércio” (um volume) e “Seção Histórica” (um volume). O compilador das três primeiras seções foi o orientalista russo Aleksandr L. Kun, auxiliado por Nikolai V. Bogaevskii. A produção do ábum foi concluída em 1871 e 1872. A quarta seção foi compilada por Mikhail Afrikanovich Terent’ev (nascido em 1837), um oficial militar, orientalista, linguista e autor russo que participou da expedição russa à Samarcanda de 1867 a 1868. A “Seção Histórica” registra as atividades militares russas entre 1853 e 1871 com fotografias e mapas em aquarela dos cercos e das batalhas mais importantes. As fotografias incluem retratos individuais e em grupo de soldados e oficiais militares. Dos homens retratados, a maioria foi condecorada com a Cruz de São Jorge, uma medalha conferida a soldados e marinheiros pela bravura em combate. Algumas fotografias no início do álbum registram oficiais condecorados com a Ordem de São Jorge, reconhecimento conferido aos oficiais seniores russos por alto mérito na condução de operações militares. O álbum também mostra vistas de cidadelas, fortificações, cidades e aldeias, igrejas, ruínas e monumentos em memória aos soldados mortos em batalha. O álbum contém 211 imagens em 79 placas.

Recebedores da Cruz de São Jorge e premiados com a mais alta condecoração militar. Pela ação perto de Kara Tiube em 27 de maio de 1868: soldado raso Dubskii, suboficial Zhikov e soldados rasos Plotnikiv e Matvieev do 5º Batalhão de Linha do Turquestão

Esta fotografia faz parte da Seção Histórica do Álbum do Turquestão, um abrangente levantamento visual da Ásia Central realizado após a Rússia imperial assumir controle da região na década de 1860. Encomendado pelo general Konstantin Petrovich von Kaufman (de 1818 a 1882), primeiro governador-geral do Turquestão Russo, o álbum é dividido em quatro seções, totalizando seis volumes: “Seção Arqueológica” (dois volumes); “Seção Etnográfica” (dois volumes); “Seção sobre o Comércio” (um volume) e “Seção Histórica” (um volume). O compilador das três primeiras seções foi o orientalista russo Aleksandr L. Kun, auxiliado por Nikolai V. Bogaevskii. A produção do ábum foi concluída em 1871 e 1872. A quarta seção foi compilada por Mikhail Afrikanovich Terent’ev (nascido em 1837), um oficial militar, orientalista, linguista e autor russo que participou da expedição russa à Samarcanda de 1867 a 1868. A “Seção Histórica” registra as atividades militares russas entre 1853 e 1871 com fotografias e mapas em aquarela dos cercos e das batalhas mais importantes. As fotografias incluem retratos individuais e em grupo de soldados e oficiais militares. Dos homens retratados, a maioria foi condecorada com a Cruz de São Jorge, uma medalha conferida a soldados e marinheiros pela bravura em combate. Algumas fotografias no início do álbum registram oficiais condecorados com a Ordem de São Jorge, reconhecimento conferido aos oficiais seniores russos por alto mérito na condução de operações militares. O álbum também mostra vistas de cidadelas, fortificações, cidades e aldeias, igrejas, ruínas e monumentos em memória aos soldados mortos em batalha. O álbum contém 211 imagens em 79 placas.

Recebedores da Cruz de São Jorge e premiados com a mais alta condecoração militar. Pela captura da Fortificação de Dzhizak em 18 de outubro de 1866: segundo-tenente F.M. Petrov

Esta fotografia faz parte da Seção Histórica do Álbum do Turquestão, um abrangente levantamento visual da Ásia Central realizado após a Rússia imperial assumir controle da região na década de 1860. Encomendado pelo general Konstantin Petrovich von Kaufman (de 1818 a 1882), primeiro governador-geral do Turquestão Russo, o álbum é dividido em quatro seções, totalizando seis volumes: “Seção Arqueológica” (dois volumes); “Seção Etnográfica” (dois volumes); “Seção sobre o Comércio” (um volume) e “Seção Histórica” (um volume). O compilador das três primeiras seções foi o orientalista russo Aleksandr L. Kun, auxiliado por Nikolai V. Bogaevskii. A produção do ábum foi concluída em 1871 e 1872. A quarta seção foi compilada por Mikhail Afrikanovich Terent’ev (nascido em 1837), um oficial militar, orientalista, linguista e autor russo que participou da expedição russa à Samarcanda de 1867 a 1868. A “Seção Histórica” registra as atividades militares russas entre 1853 e 1871 com fotografias e mapas em aquarela dos cercos e das batalhas mais importantes. As fotografias incluem retratos individuais e em grupo de soldados e oficiais militares. Dos homens retratados, a maioria foi condecorada com a Cruz de São Jorge, uma medalha conferida a soldados e marinheiros pela bravura em combate. Algumas fotografias no início do álbum registram oficiais condecorados com a Ordem de São Jorge, reconhecimento conferido aos oficiais seniores russos por alto mérito na condução de operações militares. O álbum também mostra vistas de cidadelas, fortificações, cidades e aldeias, igrejas, ruínas e monumentos em memória aos soldados mortos em batalha. O álbum contém 211 imagens em 79 placas.

Recebedores da Cruz de São Jorge e premiados com a mais alta condecoração militar. Pela ação perto de Kara Tiube em 27 de maio de 1868: suboficiais Kireev, Viatkin e Gol'tsgauzen, e corneteiro Bulakov do 5º Batalhão de Linha do Turquestão

Esta fotografia faz parte da Seção Histórica do Álbum do Turquestão, um abrangente levantamento visual da Ásia Central realizado após a Rússia imperial assumir controle da região na década de 1860. Encomendado pelo general Konstantin Petrovich von Kaufman (de 1818 a 1882), primeiro governador-geral do Turquestão Russo, o álbum é dividido em quatro seções, totalizando seis volumes: “Seção Arqueológica” (dois volumes); “Seção Etnográfica” (dois volumes); “Seção sobre o Comércio” (um volume) e “Seção Histórica” (um volume). O compilador das três primeiras seções foi o orientalista russo Aleksandr L. Kun, auxiliado por Nikolai V. Bogaevskii. A produção do ábum foi concluída em 1871 e 1872. A quarta seção foi compilada por Mikhail Afrikanovich Terent’ev (nascido em 1837), um oficial militar, orientalista, linguista e autor russo que participou da expedição russa à Samarcanda de 1867 a 1868. A “Seção Histórica” registra as atividades militares russas entre 1853 e 1871 com fotografias e mapas em aquarela dos cercos e das batalhas mais importantes. As fotografias incluem retratos individuais e em grupo de soldados e oficiais militares. Dos homens retratados, a maioria foi condecorada com a Cruz de São Jorge, uma medalha conferida a soldados e marinheiros pela bravura em combate. Algumas fotografias no início do álbum registram oficiais condecorados com a Ordem de São Jorge, reconhecimento conferido aos oficiais seniores russos por alto mérito na condução de operações militares. O álbum também mostra vistas de cidadelas, fortificações, cidades e aldeias, igrejas, ruínas e monumentos em memória aos soldados mortos em batalha. O álbum contém 211 imagens em 79 placas.

Recebedores da Cruz de São Jorge e premiados com a mais alta condecoração militar. Pela ação na Colina de Zyrabulak em 2 de junho de 1868: suboficiais Parshin, Bukanov e Kopnin do 5º Batalhão de linha do Turquestão

Esta fotografia faz parte da Seção Histórica do Álbum do Turquestão, um abrangente levantamento visual da Ásia Central realizado após a Rússia imperial assumir controle da região na década de 1860. Encomendado pelo general Konstantin Petrovich von Kaufman (de 1818 a 1882), primeiro governador-geral do Turquestão Russo, o álbum é dividido em quatro seções, totalizando seis volumes: “Seção Arqueológica” (dois volumes); “Seção Etnográfica” (dois volumes); “Seção sobre o Comércio” (um volume) e “Seção Histórica” (um volume). O compilador das três primeiras seções foi o orientalista russo Aleksandr L. Kun, auxiliado por Nikolai V. Bogaevskii. A produção do ábum foi concluída em 1871 e 1872. A quarta seção foi compilada por Mikhail Afrikanovich Terent’ev (nascido em 1837), um oficial militar, orientalista, linguista e autor russo que participou da expedição russa à Samarcanda de 1867 a 1868. A “Seção Histórica” registra as atividades militares russas entre 1853 e 1871 com fotografias e mapas em aquarela dos cercos e das batalhas mais importantes. As fotografias incluem retratos individuais e em grupo de soldados e oficiais militares. Dos homens retratados, a maioria foi condecorada com a Cruz de São Jorge, uma medalha conferida a soldados e marinheiros pela bravura em combate. Algumas fotografias no início do álbum registram oficiais condecorados com a Ordem de São Jorge, reconhecimento conferido aos oficiais seniores russos por alto mérito na condução de operações militares. O álbum também mostra vistas de cidadelas, fortificações, cidades e aldeias, igrejas, ruínas e monumentos em memória aos soldados mortos em batalha. O álbum contém 211 imagens em 79 placas.

Recebedores da Cruz de São Jorge e premiados com a mais alta condecoração militar. Pela captura de Chin-cha-go-zi em 18 de junho de 1871: soldado raso Federov e suboficial Sergeev da Unidade de Sapadores do Turquestão

Esta fotografia faz parte da Seção Histórica do Álbum do Turquestão, um abrangente levantamento visual da Ásia Central realizado após a Rússia imperial assumir controle da região na década de 1860. Encomendado pelo general Konstantin Petrovich von Kaufman (de 1818 a 1882), primeiro governador-geral do Turquestão Russo, o álbum é dividido em quatro seções, totalizando seis volumes: “Seção Arqueológica” (dois volumes); “Seção Etnográfica” (dois volumes); “Seção sobre o Comércio” (um volume) e “Seção Histórica” (um volume). O compilador das três primeiras seções foi o orientalista russo Aleksandr L. Kun, auxiliado por Nikolai V. Bogaevskii. A produção do ábum foi concluída em 1871 e 1872. A quarta seção foi compilada por Mikhail Afrikanovich Terent’ev (nascido em 1837), um oficial militar, orientalista, linguista e autor russo que participou da expedição russa à Samarcanda de 1867 a 1868. A “Seção Histórica” registra as atividades militares russas entre 1853 e 1871 com fotografias e mapas em aquarela dos cercos e das batalhas mais importantes. As fotografias incluem retratos individuais e em grupo de soldados e oficiais militares. Dos homens retratados, a maioria foi condecorada com a Cruz de São Jorge, uma medalha conferida a soldados e marinheiros pela bravura em combate. Algumas fotografias no início do álbum registram oficiais condecorados com a Ordem de São Jorge, reconhecimento conferido aos oficiais seniores russos por alto mérito na condução de operações militares. O álbum também mostra vistas de cidadelas, fortificações, cidades e aldeias, igrejas, ruínas e monumentos em memória aos soldados mortos em batalha. O álbum contém 211 imagens em 79 placas.

Recebedores da Cruz de São Jorge e premiados com a mais alta condecoração militar. Pela ação perto do Rio Kuduk em 5 de outubro de 1870: soldado raso Chestnakov das tropas cossacas do Ural

Esta fotografia faz parte da Seção Histórica do Álbum do Turquestão, um abrangente levantamento visual da Ásia Central realizado após a Rússia imperial assumir controle da região na década de 1860. Encomendado pelo general Konstantin Petrovich von Kaufman (de 1818 a 1882), primeiro governador-geral do Turquestão Russo, o álbum é dividido em quatro seções, totalizando seis volumes: “Seção Arqueológica” (dois volumes); “Seção Etnográfica” (dois volumes); “Seção sobre o Comércio” (um volume) e “Seção Histórica” (um volume). O compilador das três primeiras seções foi o orientalista russo Aleksandr L. Kun, auxiliado por Nikolai V. Bogaevskii. A produção do ábum foi concluída em 1871 e 1872. A quarta seção foi compilada por Mikhail Afrikanovich Terent’ev (nascido em 1837), um oficial militar, orientalista, linguista e autor russo que participou da expedição russa à Samarcanda de 1867 a 1868. A “Seção Histórica” registra as atividades militares russas entre 1853 e 1871 com fotografias e mapas em aquarela dos cercos e das batalhas mais importantes. As fotografias incluem retratos individuais e em grupo de soldados e oficiais militares. Dos homens retratados, a maioria foi condecorada com a Cruz de São Jorge, uma medalha conferida a soldados e marinheiros pela bravura em combate. Algumas fotografias no início do álbum registram oficiais condecorados com a Ordem de São Jorge, reconhecimento conferido aos oficiais seniores russos por alto mérito na condução de operações militares. O álbum também mostra vistas de cidadelas, fortificações, cidades e aldeias, igrejas, ruínas e monumentos em memória aos soldados mortos em batalha. O álbum contém 211 imagens em 79 placas.

Okrug de Zeravshan. Cidadela da cidade, Kiatgy Kurgan

Esta fotografia faz parte da Seção Histórica do Álbum do Turquestão, um abrangente levantamento visual da Ásia Central realizado após a Rússia imperial assumir controle da região na década de 1860. Encomendado pelo general Konstantin Petrovich von Kaufman (de 1818 a 1882), primeiro governador-geral do Turquestão Russo, o álbum é dividido em quatro seções, totalizando seis volumes: “Seção Arqueológica” (dois volumes); “Seção Etnográfica” (dois volumes); “Seção sobre o Comércio” (um volume) e “Seção Histórica” (um volume). O compilador das três primeiras seções foi o orientalista russo Aleksandr L. Kun, auxiliado por Nikolai V. Bogaevskii. A produção do ábum foi concluída em 1871 e 1872. A quarta seção foi compilada por Mikhail Afrikanovich Terent’ev (nascido em 1837), um oficial militar, orientalista, linguista e autor russo que participou da expedição russa à Samarcanda de 1867 a 1868. A “Seção Histórica” registra as atividades militares russas entre 1853 e 1871 com fotografias e mapas em aquarela dos cercos e das batalhas mais importantes. As fotografias incluem retratos individuais e em grupo de soldados e oficiais militares. Dos homens retratados, a maioria foi condecorada com a Cruz de São Jorge, uma medalha conferida a soldados e marinheiros pela bravura em combate. Algumas fotografias no início do álbum registram oficiais condecorados com a Ordem de São Jorge, reconhecimento conferido aos oficiais seniores russos por alto mérito na condução de operações militares. O álbum também mostra vistas de cidadelas, fortificações, cidades e aldeias, igrejas, ruínas e monumentos em memória aos soldados mortos em batalha. O álbum contém 211 imagens em 79 placas.