Pessoas famintas cumprimentam um voluntário americano em Dachowa, Polônia

Esta fotografia, tirada por um voluntário americano numa viagem de inspeção na Polônia em 1921, mostra adultos e crianças em Dachowa à espera de socorro. De 1918 a 1919, os judeus na Polônia viveram um reinado de terror. Enquanto o país estava em guerra com seus vizinhos do leste e do sul, os judeus enfrentavam pogroms e outros ataques. O Comitê Judaico-Americano de Distribuição Conjunta (JDC), uma organização humanitária formada no início da Primeira Guerra Mundial, realizou atividades de socorro para a população judaica em perigo. Após a guerra, o JDC forneceu comida aos judeus em cidades e aldeias polonesas; enviou delegações de médicos, especialistas em saúde pública e assistentes sociais; estabeleceu cozinhas comunitárias; reconstruiu hospitais; e abriu orfanatos. Entre a primeira equipe médica de representantes do JDC estava Max Colton, um médico que tirou esta e outras fotografias para documentar o trabalho da unidade de campo e as comunidades onde a unidade atuava. A fotografia faz parte dos arquivos do JDC, que contêm documentos, fotografias, filmes, vídeos, histórias orais e artefatos que registram o trabalho da organização desde a Primeira Guerra Mundial até os dias de hoje.

Órfãos de guerra judeus em Dubno, Polônia

As duas crianças nesta fotografia, vestidas com trapos, são órfãos em Dubno, na Polônia (na atual Ucrânia). A devastação da Primeira Guerra Mundial e a subsequente Guerra Russo-Polonesa de 1919 a 1920 resultaram em dezenas de milhares de órfãos judeus na Polônia. Esses órfãos podiam encontrar abrigo em diversas instalações de assistência infantil administradas pela Centralne Towarzystwo Opieki nad Sierotami (CENTOS, Federação de Associações para Órfãos e Crianças Abandonadas), uma ampla organização com mais de 200 orfanatos judeus, internatos e outros estabelecimentos educacionais. CENTOS foi financiado principalmente por comunidades judaicas locais e pelo Comitê Judaico-Americano de Distribuição Conjunta (JDC), que havia sido formado durante a Primeira Guerra Mundial para prestar socorro em tempos de guerra a comunidades judaicas, como por exemplo estabelecer hospitais judaicos, instituições de assistência infantil e estações de distribuição de alimentos em toda a Polônia. O JDC tem atuado como uma organização humanitária global em mais de 90 países desde 1914. A fotografia faz parte dos arquivos do JDC, que contêm 100.000 fotografias, 2 milhões de documentos, filmes, vídeos, histórias orais e artefatos que registram o trabalho humanitário da organização desde a Primeira Guerra Mundial até os dias de hoje.

Pessoas esperam uma cozinha comunitária abrir em Aleksandrovsk, Ucrânia

Esta fotografia mostra pessoas com fome, a maioria mulheres e crianças, com seus recipientes esperando a cozinha comunitária abrir em Aleksandrovsk (atual Zaporizhya), na Ucrânia, em 1921. A União Soviética foi atingida pela fome em 1921, uma das consequências de sete anos de guerra. Sob o patrocínio da Administração de Assistência Americana (ARA) criada pelo governo dos EUA, o Comitê de Distribuição Conjunta de Fundos Americanos para Socorro às Vítimas Judias da Guerra (mais tarde Comitê Judaico-Americano de Distribuição Conjunta, ambos os nomes abreviados como JDC), forneceu alimento sem distinção sectária a milhões de pessoas famintas na Ucrânia, na Rússia e na Crimeia durante um ano. O JDC foi criado no início da Primeira Guerra Mundial por grupos judaico-americanos que se uniram para fornecer um socorro coordenado contra a pobreza e o sofrimento de judeus no exterior. Desde 1914 o JDC tem trabalhado como uma organização humanitária global, fornecendo alimento, roupas, medicamentos, cuidado infantil, formação profissional e assistência aos refugiados em mais de 90 países. Os Arquivos do JDC contêm fotografias, documentos, filmes, vídeos, histórias orais e artefatos que registram o trabalho da organização.

Pacientes com favo e seus cuidadores numa ala de isolamento do centro de tratamento em Vilna, Lituânia

Logo depois da Primeira Guerra Mundial, a pobreza causada pela destruição e pelo deslocamento de pessoas durante a guerra propagou doenças na Europa. As crianças nesta fotografia, tirada em Vilna, na Polônia (atual Vilnius, na Lituânia) em 1921, aparecem com suas cabeças cobertas com pano; elas estão sendo tratadas contra o favo, uma doença fúngica da pele que afeta o couro cabeludo. O médico que tratou dessas crianças (em pé, no fundo à direita) foi identificado como Mahmud Kajabi. O Comitê Judaico-Americano de Distribuição Conjunta (JDC), uma organização humanitária criada no início da Primeira Guerra Mundial por grupos judaico-americanos para prestar socorro em tempos de guerra às comunidades judaicas, continuou seu trabalho depois da guerra, como por exemplo estabelecer hospitais judaicos, instituições de assistência infantil, estações de distribuição de alimentos e outras instituições em toda a Polônia, incluindo este centro de tratamento em Vilna. A fotografia faz parte dos arquivos do JDC, que contêm documentos, fotografias, filmes, vídeos, histórias orais e artefatos que registram o trabalho da organização desde a Primeira Guerra Mundial até os dias de hoje.

Família judaica do lado de fora de sua casa temporária, Polônia

Nesta fotografia, membros de uma família de judeus que haviam sido obrigados a fugir de sua cidade aparecem do lado de fora de sua casa temporária, uma estrutura rudimentar localizada na estrada entre Kowel e Rowne, na Polônia (atuais Kovel e Rivne, na Ucrânia). Nos primeiros anos após a Primeira Guerra Mundial, o Comitê Judaico-Americano de Distribuição Conjunta (JDC) enviou representantes de campo para a Polônia. Além de trabalharem no auxílio e na reabilitação de judeus desamparados, eles investigaram as condições e necessidades locais, a fim de planejar esforços de ajuda futuros, que incluíam apoio às organizações comunitárias existentes e a criação de novas organizações. Entre a primeira equipe médica de representantes do JDC estava Max Colton, um médico que tirou esta fotografia para documentar o trabalho da unidade médica e as comunidades onde a unidade atuava. O JDC foi fundado por judeus americanos em Nova York para ajudar judeus desamparados na Europa e na Palestina, afetados pela Primeira Guerra Mundial. Desde 1914 o JDC tem trabalhado como uma organização humanitária global, fornecendo alimento, roupas, medicamentos, cuidado infantil, formação profissional e assistência aos refugiados em mais de 90 países. Os Arquivos do JDC contêm fotografias, documentos, filmes, vídeos, histórias orais e artefatos que registram o trabalho da organização.

Refugiados retornando para a Polônia vindos da Rússia

Nos primeiros anos da Primeira Guerra Mundial, muitos judeus que viviam em territórios disputados na Polônia foram deslocados pelas autoridades militares russas nas províncias da Rússia Central. Em áreas onde era possível levar ajuda, o Comitê Judaico-Americano de Distribuição Conjunta (JDC), uma organização humanitária criada no início da Primeira Guerra Mundial por grupos judaico-americanos, realizou atividades de socorro em prol dos refugiados, mais tarde também ajudando os cidadãos da Polônia pré-guerra, à medida que retornavam para suas casas. Os deslocados de guerra recebiam banho, alimentos, sapatos, roupas, tratamento médico e abrigo. As pessoas que retornavam para suas casas nesta fotografia estavam na estrada entre Rowne (atual Rivne, na Ucrânia), e Łuck (Lutsk, na Ucrânia), após saírem da região do Volga da Rússia e viajarem durante quatro meses. Entre a primeira equipe médica de representantes do JDC estava Max Colton, um médico que tirou esta e outras fotografias para documentar o trabalho da unidade médica e as comunidades onde a unidade atuava. A fotografia faz parte dos arquivos do JDC, que contêm documentos, fotografias, filmes, vídeos, histórias orais e artefatos que registram o trabalho da organização desde a Primeira Guerra Mundial até os dias de hoje.

Refugiados passando por Rowne, Polônia

Esta fotografia, tirada em 1921, mostra um grupo de refugiados judeus em carroças puxadas por cavalos viajando pela cidade de Rowne, na Polônia (atual Rivne, na Ucrânia), voltando para suas casas. A Primeira Guerra Mundial havia criado uma enorme população de pessoas deslocadas, que depois aumentou com a Revolução Russa e a guerra civil resultante. Junto com os perigos associados à guerra e à revolução, os judeus enfrentaram ainda o perigo dos pogroms. Rowne, um centro comercial com uma grande população judaica, já havia experimentado uma série de pogroms em 1919, enquanto a cidade ainda fazia parte da Ucrânia; em 1920 ela foi transferida para a Polônia. No ano seguinte, o Comitê Judaico-Americano de Distribuição Conjunta (JDC) enviou para a Polônia sua primeira equipe de representantes médicos, incluindo assistentes sociais, médicos e professores. Entre eles estava Max Colton, um médico que tirou esta e outras fotografias para documentar o trabalho da unidade médica do JDC e os locais onde a unidade atuava. O JDC foi fundado por judeus americanos em Nova York para ajudar judeus desamparados na Europa e na Palestina, afetados pela Primeira Guerra Mundial. Desde 1914 o JDC tem trabalhado como uma organização humanitária global, fornecendo alimento, roupas, medicamentos, cuidado infantil, formação profissional e assistência aos refugiados em mais de 90 países. Os Arquivos do JDC contêm fotografias, documentos, filmes, vídeos, histórias orais e artefatos que registram o trabalho da organização.

Mães novatas aprendem sobre cuidados com bebês em um Centro de Assistência Social Infantil Hadassah, em Jerusalém

Esta fotografia mostra cinco novas mães com bebês durante um curso de cuidado infantil fornecido por uma enfermeira Hadassah, em Jerusalém. De 1918 a 1921, a Organização das Mulheres Sionistas da América (mais conhecida como Hadassah), estabeleceu hospitais, uma escola de enfermagem e programas de saúde e cuidados preventivos para a comunidade no Mandato Britânico da Palestina. Durante esses anos, o Comitê Judaico-Americano de Distribuição Conjunta (JDC), uma organização humanitária, doou anualmente US$ 200.000,00 ao trabalho de Hadassah no Mandato Britânico da Palestina. O JDC foi formado em 1914 para enviar ajuda, inclusive alimento, roupas, medicamentos, fundos e suprimentos de emergência, aos judeus da Europa afetados durante a guerra. A fotografia faz parte dos arquivos do JDC, que contêm documentos, fotografias, filmes, vídeos, histórias orais e artefatos que registram o trabalho da organização desde a Primeira Guerra Mundial até os dias de hoje.

Pacientes esperam numa enfermaria, Jerusalém

Esta fotografia mostra uma fila de pacientes à espera de tratamento na sala de emergência administrada pela Organização das Mulheres Sionistas da América (mais conhecida como Hadassah). De 1918 a 1921, Hadassah estabeleceu hospitais, uma escola de enfermagem e programas de saúde e cuidados preventivos para a comunidade no Mandato Britânico da Palestina. Durante esses anos, o Comitê Judaico-Americano de Distribuição Conjunta (JDC), uma organização humanitária, doou anualmente US$ 200.000,00 ao trabalho de Hadassah no Mandato Britânico da Palestina. O JDC foi formado em 1914 para enviar ajuda, inclusive alimento, roupas, medicamentos, fundos e suprimentos de emergência, aos judeus da Europa afetados durante a guerra. A fotografia faz parte dos arquivos do JDC, que contêm documentos, fotografias, filmes, vídeos, histórias orais e artefatos que registram o trabalho da organização desde a Primeira Guerra Mundial até os dias de hoje.

À espera de alimentos do lado de fora da Cozinha Comunitária Dreyfus, Jerusalém

Esta fotografia mostra pessoas com fome, muitas delas crianças, esperando por alimento na Cozinha Comunitária Dreyfus, em Jerusalém, que em 1921 servia cerca de 900 refeições por dia. Durante e imediatamente após a Primeira Guerra Mundial, os judeus carentes que viviam no Mandato Britânico da Palestina foram privados de seus recursos habituais na Europa. Muitos dependiam da ajuda de judeus americanos para conseguirem alimentos e outros tipos de suporte financeiro. O Comitê Judaico-Americano de Distribuição Conjunta (JDC), uma organização humanitária fundada no início da Primeira Guerra Mundial para combater essas necessidades urgentes, financiou cozinhas comunitárias e outras formas vitais de ajuda no Oriente Médio e na Europa. A fotografia faz parte dos arquivos do JDC, que contêm documentos, fotografias, filmes, vídeos, histórias orais e artefatos que registram o trabalho da organização desde a Primeira Guerra Mundial até os dias de hoje.