7 de outubro de 2014

N. Helverson, agente funerário, 93 Coates Street, Filadélfia

William H. Rease, nascido na Pensilvânia por volta de 1818, foi o litógrafo de impressões de publicidade mais prolífico da Filadélfia durante a década de 1840 e 1850. Este anúncio mostra o prédio de escritórios e a frente da loja do agente funerário e “armazém de caixões” na 93 Coates Street (mais tarde 225-27 Fairmount Avenue). Um cliente homem entra na porta do escritório “N. Helverson agente funerário.” Um letreiro anunciando “caixões prontos" adorna a vitrine. Um capacho cobre o pequeno degrau que antecede a entrada e as portas do porão do prédio estão abertas. Na direita, uma mulher parece interessada em uma vitrine na loja ao lado, que está fora de visão. No armazém, trabalhadores transportam caixões perto da porta aberta do prédio de quatro andares. Um letreiro ilustrado com um caixão é exibido na janela do andar térreo e trabalhadores podem ser vistos nas duas janelas abertas acima. Uma árvore fica na frente do prédio e dois cavalos estão atrelados a um carro fúnebre estacionado na rua na sua sombra da árvore. O carro funerário é adornado com filetes, cortinados e franjas. Rease tornou-se ativo em seu negócio por volta de 1844, e durante dos anos 1850 ele trabalhou principalmente com os impressores Frederick Kuhl e Wagner & McGuigan na produção de impressões de publicidade conhecidas por seus retratos de detalhes humanos. Embora Rease tenha colaborado com outros litógrafos muitas vezes, em 1850 ele criou no Diretório de Empresas de O'Brien seu próprio estabelecimento na 17 South Fifth Street, acima da Chestnut Street. Em 1855, ele transferiu seu estabelecimento para a esquina nordeste das ruas Fourth e Chestnut (depois de uma parceria com Francis Schell que durou aproximadamente de 1853 a 1855), onde, além de impressões de publicidade, ele produziu certificados, imagens, mapas e gravuras marítimas.

Drogaria a atacado e varejo de Robert Shoemaker, canto sudoeste das ruas Second e Green, Filadélfia

William H. Rease, nascido na Pensilvânia por volta de 1818, foi o litógrafo de impressões de publicidade mais prolífico da Filadélfia durante a década de 1840 e 1850. Aqui é mostrada a drogaria de Shoemaker no quarteirão 200 da Green Street. Os letreiros anunciam branco de chumbo, fármacos, medicamentos, tintas, óleos, vidros, corantes, “vidros de janela de todos os tamanhos”, vidros para fotos, “vidros baratos para canteiros”, “branco de chumbo com garantia de pureza por tonelada ou libra”, tintas já misturadas, óleo de linhaça, gessos, hidróxido de potássio e sódio. Um cliente entra passando por entre barris e sacos. Dois funcionários ficam no longo balcão perante a prateleiras de produtos farmacêuticos. Latas e frascos de drogaria preenchem as janelas principais. Na esquina da rua, cestas e caixas de produtos farmacêuticos, incluindo índigo e óleo de vitríolo (ácido sulfúrico), estão alinhados na calçada e alguns são carregados em uma carreta puxada por cavalos. Shoemaker operou a drogaria com este nome e neste local de 1837 a 1856, tendo sido aprendiz na loja na década de 1830, quando ela era operada por William Scattergood. Shoemaker desenvolveu uma alternativa para emplastros caseiros e foi, possivelmente, o primeiro fabricante norte-americano de glicerina. Ele mudou-se para as ruas Fourth e Race em 1856, quando estabeleceu a Robert Shoemaker & Company. Rease tornou-se ativo em seu negócio por volta de 1844, e durante dos anos 1850 ele trabalhou principalmente com os impressores Frederick Kuhl e Wagner & McGuigan na produção de impressões de publicidade conhecidas por seus retratos de detalhes humanos. Embora Rease tenha colaborado com outros litógrafos muitas vezes, em 1850 ele criou no Diretório de Empresas de O'Brien seu próprio estabelecimento na 17 South Fifth Street, acima da Chestnut Street. Em 1855, ele transferiu seu estabelecimento para a esquina nordeste das ruas Fourth e Chestnut (depois de uma parceria com Francis Schell que durou aproximadamente de 1853 a 1855), onde, além de impressões de publicidade, ele produziu certificados, imagens, mapas e gravuras marítimas.

T. Wattson and Sons, confeitaria de biscoitos, 129 North Front Street, Filadélfia

William H. Rease, nascido na Pensilvânia por volta de 1818, foi o litógrafo de impressões de publicidade mais prolífico da Filadélfia durante a década de 1840 e 1850. Este anúncio mostra a movimentada fábrica de quatro andares da padaria na 129 North Front Street, entre as ruas Chestnut e Walnut. Um cavalheiro, possivelmente o proprietário Thomas Wattson, está em uma das portas abertas da padaria enquanto operários trabalham ao seu redor. Perto das portas, os trabalhadores carregam barris em uma carroça puxada por cavalos “T. Wattson & Sons Biscuit Bakery”. Outros homens içam barriletes que se encontram na calçada para as janelas superiores do edifício. Algumas das janelas revelam homens trabalhando, pilhas de barris e barriletes sendo fechados ou movidos. As placas de ancoragem em forma de X, como vistas à esquerda, estavam ligadas aos parafusos interiores para reforçar a estrutura dos edifícios. Thomas Wattson estabeleceu sua atividade neste endereço em 1846 e vendeu-a ao seu genro em 1852, que a renomeou como Wattson & Company. Rease tornou-se ativo em seu negócio por volta de 1844, e durante dos anos 1850 ele trabalhou principalmente com os impressores Frederick Kuhl e Wagner & McGuigan na produção de impressões de publicidade conhecidas por seus retratos de detalhes humanos. Embora Rease tenha colaborado com outros litógrafos muitas vezes, em 1850 ele criou no Diretório de Empresas de O'Brien seu próprio estabelecimento na 17 South Fifth Street, acima da Chestnut Street. Em 1855, ele transferiu seu estabelecimento para a esquina nordeste das ruas Fourth e Chestnut (depois de uma parceria com Francis Schell que durou aproximadamente de 1853 a 1855), onde, além de impressões de publicidade, ele produziu certificados, imagens, mapas e gravuras marítimas.

Womrath and Neville, fabricação de franjas, borlas, cordões etc e loja de peles George F. Womrath, 15 e 13 North Fourth Street, Filadélfia

William H. Rease, nascido na Pensilvânia por volta de 1818, foi o litógrafo de impressões de publicidade mais prolífico da Filadélfia durante a década de 1840 e 1850. Este anúncio mostra duas lojas contíguas adornadas com letreiros e vitrines na North Fourth Street, ao norte da Market Street. No número 15, na loja Womrath & Neville, um funcionário pode ser visto ajudando uma cliente. Prateleiras de mercadoria completam a parede atrás dele. Franjas, borlas e outros enfeites, uma figura enquadrada e um pequeno pôster preenchem as vitrines principais onde há letreiros com “meias”, “adornos”, “debruns” e “fitas & linhas”. Entre as lojas, uma senhora e uma menina estão na calçada, e a menina aponta para uma peça de pele na vitrine do número 13, da loja de peles George F. Womrath. Um casal entra no prédio passando por uma pilha de pacotes e abafadores de pele e couro exibidos perto da entrada. Mais abafadores de peles e estolas preenchem a vitrine. Dois pacotes de “Peles de Urso” aparecem na calçada. Womrath e Neville foram parceiros aqui de 1846 a 1849. Womrath estabeleceu seu negócio de peles em 1829. Rease tornou-se ativo em seu negócio por volta de 1844, e durante dos anos 1850 ele trabalhou principalmente com os impressores Frederick Kuhl e Wagner & McGuigan na produção de impressões de publicidade conhecidas por seus retratos de detalhes humanos. Embora Rease tenha colaborado com outros litógrafos muitas vezes, em 1850 ele criou no Diretório de Empresas de O'Brien seu próprio estabelecimento na 17 South Fifth Street, acima da Chestnut Street. Em 1855, ele transferiu seu estabelecimento para a esquina nordeste das ruas Fourth e Chestnut (depois de uma parceria com Francis Schell que durou aproximadamente de 1853 a 1855), onde, além de impressões de publicidade, ele produziu certificados, imagens, mapas e gravuras marítimas.

John Bancroft, Jr., manufatura de sabonetes e velas, 19 Wood Street entre Second & Third Streets & Vine & Callowhill Streets, Filadélfia

George G. Heiss foi um litógrafo da Filadélfia da metade do século XIX que se especializou em imagens de equipamentos de combate a incêndio. Esta impressão publica o negócio de sabão e vela de John Bancroft no quarteirão 200 de Wood Street, Filadélfia. Letreiros dizendo “fabricação de sabão a vapor & velas” e “John Bancroft Jr.” adornam a fábrica (à esquerda) e o edifício de escritórios adjacente menor (à direita). Um funcionário escrevendo em um livro de contabilidade está na porta do escritório, onde outro funcionário pode ser visto através de uma janela. Perto da passagem ao lado em arco para pátio traseiro um garoto carrega uma caixa em seu ombro e trabalhadores içam caixas de uma janela de recebimento para o longo vagão Bancroft estacionado na rua de pedras. Caixas e moldes estão empilhados nas janelas superiores. A fábrica tem uma segunda passagem arqueada, um porão, um indicador de seguro contra incêndio e chaminés soltando fumaça. Heiss nasceu na Filadélfia em 1823. Ele expôs no Fundo para a Sociedade do Artista de 1840 a 1843 e também era conhecido como um pintor de retratos. Ele trabalhou em estreita colaboração com o estúdio de litografia de Thomas Wagner e James McGuigan de 1847 a 1855, quando abriu seu próprio estabelecimento em 213 North Second Street. A partir de então, até o início da década de 1860, ele litografou e publicou imagens essencialmente de carros de bombeiros para empresas voluntárias locais. Heiss publicou o Alfabeto Nacional Ilustrado com ilustrações de litografias em 1865. Ele deixou a litografia em 1868 e estabeleceu um empório de materiais para artistas na 25 North 11th Street, que ele operou até cerca de 1885.

Keyser & Foxe's loja de mogno curvado, serraria e torneamento, número 21 Crown Street entre a Race e a Vine Streets, Filadélfia

George G. Heiss foi um litógrafo da Filadélfia da metade do século XIX que se especializou em imagens de equipamentos de combate a incêndio. Esta litografia anuncia a serraria dirigida por Jacob Keyser e Bryan Fox em 21 (mais tarde 225) Crown Street. Três homens trabalham com troncos de mogno. Um deles guia um tronco em um elevador de duas polias da calçada, enquanto outro segura as cordas e espera o tronco no primeiro andar. Outro operário move um tronco em uma rampa através de uma porta aberta no andar térreo. Em primeiro plano, uma carroça solta está perto de um tronco na rua de pedras. A maioria das janelas e portas estão ladeadas por persianas brancas abertas. Keyser & Foxe operou nesta localização entre 1853 e 1861, depois disso a serraria foi renomeada de Bryan Fox & Son. Heiss nasceu na Filadélfia em 1823. Ele expôs no Fundo para a Sociedade do Artista de 1840 a 1843 e também era conhecido como um pintor de retratos. Ele trabalhou em estreita colaboração com o estúdio de litografia de Thomas Wagner e James McGuigan de 1847 a 1855, quando abriu seu próprio estabelecimento em 213 North Second Street. A partir de então, até o início da década de 1860, ele litografou e publicou imagens essencialmente de carros de bombeiros para empresas voluntárias locais. Heiss publicou o Alfabeto Nacional Ilustrado com ilustrações de litografias em 1865. Ele deixou a litografia em 1868 e estabeleceu um empório de materiais para artistas na 25 North 11th Street, que ele operou até cerca de 1885.