Os atos e as epístolas dos apóstolos

Os atos e as epístolas dos apóstolos, também conhecido como Apóstolo, é a primeira impressão publicada no território da atual Ucrânia. Escrito no eslavo eclesiástico, a língua litúrgica usada na Igreja Ortodoxa da Rússia, da Ucrânia, e de outros países de língua eslava, foi impresso em 1574 no Mosteiro de Santo Onofre, em Lviv, por Ivan Fedorov (por volta de 1510-1583). Um dos criadores da tipografia na região dos eslavos orientais, Fedorov graduou-se na Universidade Jaguelônica de Cracóvia, na Polônia, e mais tarde trabalhou em Moscou, onde publicou obras litúrgicas usando tipos móveis, os primeiros livros impressos na Rússia. Ele foi expulso de Moscou por escribas que temiam a concorrência em função de sua inovação e procurou refúgio no Grão-Ducado da Lituânia, onde montou uma tipografia em Zabłudów (na atual Belarus). Em 1572, ele se mudou para Lviv. O Apóstolo estava entre os livros mais utilizados na litúrgica da Igreja Ortodoxa A edição de 1574 contém um epílogo autobiográfico de Fedorov no qual ele narra a história de suas tipografias em Moscou, Zabłudów e Lviv. Cerca de 120 exemplares desta edição são conhecidas, das quais cinco fazem parte das coleções da Biblioteca Nacional Vernadsky da Ucrânia.

Vista geral do Monastério de Kiev-Pechersk

Esta imagem do Monastério de Kiev-Pechersk é parte de Lembrança de Kiev, um álbum do início do século XX, que mostra os principais locais de Kiev, a capital da Ucrânia e na época uma das mais importantes cidades do Império Russo. O Monastério de Kiev-Pechersk, também chamado de Monastério das Cavernas de Kiev (pechera significa caverna e lavra indica um mosteiro de prestígio), é um grande complexo fundado em 1051 por um monge chamado Antonio em cavernas escavadas na encosta. O mosteiro logo se tornou o centro do cristianismo na Rússia e desempenhou um papel importante no desenvolvimento cultural local, abrigando a primeira tipografia em Kiev e cronistas, escritores, médicos, cientistas e artistas famosos. Após um incêndio em 1718, a maior parte do monastério foi reconstruída em estilo barroco, incluindo a Catedral da Assunção, no centro desta imagem, os grandes sinos do campanário à esquerda e outras igrejas e edifícios monásticos, que estão cercados por altos muros de pedra. Juntamente com a Catedral de Santa Sofia em Kiev, o monastério está inscrito na lista de Patrimônio Mundial da UNESCO. As 25 imagens em Lembrança de Kiev são fototipias, um processo de impressão à base de química o qual foi amplamente utilizado antes da invenção da litografia offset.