Edição Secreta do Wing Norte Ocidental Corrigido pelo Sr. Zhang Shenzhi

O drama da dinastia Yuan, A História de Wing Ocidental, por Wang Shifu, é o melhor trabalho dramático da China tradicional. Está classificado com o Pavilhão Kong de Tang Xianzu Peony Pavilion, Kong Shangren's Peach Blossom Fan, e Hong Sheng's Palácio da Vida foi um dos quatro grandes dramas clássicos da China pré-moderna, e teve uma influência de longo alcance na literatura e história teatral da China. O enredo do drma é um retrabalho do breve trabalho, A História do Yingying (também chamado de Encontro com um Imortal) por Yuan Zhen da dinastia Tang. A fala famosa da peça, "Espero que sob todo os céus quem souber amar será capaz de unir como marido e mulher, " subsequentemente se tornou no último desejo de puro amor. Houve muitas edições da obra A História de Wing Ocidental durante os séculos. A dinastia Ming Edição Secreta de Wing Norte Ocidental, Corrigido pelo Sr. Zhang Shenzhi, publicado no reinado de Chongzhen, é especialmente conhecido por suas ilustrações em xilogravura. O artista foi o famoso pintor Hong Shou do final da dinastia Ming. As composições são lindas e mostram quão extraordinária foi a criatividade, tornando-se única entre as várias ilustrações da lenda. A ilustração "Roubando um Ohar na Carta" é bem fiel ao enredo e reproduz o espírito da situação de modo perfeito; é uma obra de arte da antiga ilustração em xilogravura.

Estela do Exército da Estratégia Inspirada

Esta fração de uma pedra estela registra a inspeção do Exércido da Estratégia Inspirada pelo imperador Tang Wuzong (Li Yan). O texto foi composto por Cui Xuan e escrito por Liu Gongquan, ambos da dinastia Tang. A estela foi erguida no terceiro ano do período Hichang (843 D.C.), mas dentro de um século foi destruída por soldados e logo desapareceram. Porque a estela foi erguida dentro do Palácio Imperial, as frações não eram extraídas facilmente, mesmo quando ainda estava intacta. Estas frações da dinastia Song, também ligado a dinastia Song, são as únicas cópias existentes. Dos dois volumes originais, apenas o primeiro existe. A origem deste item é o seguinte: Jia Sidao (Canção do Sul); Instituto Nacional de História da Academia Hanlin (dinastia Yuan); a dinastia Ming Palácio doTesouro; Zhu Gang, Príncipe de Jin (a dinastia Ming); Sun Chengze, Liang Qingbiao, An Qi, e Zhang Rongfang (todos da dinastia Qing).

Diamond Prajna Paramita Sutra

Este rolo completo do primeiro ano da era Yifeng (676) da dinastia Tang foi revelada em Dunhuang, China. O rolo contém o Diamante Prajna pāramitā sutra, uma obra que é um importante texto sagrado no prajñā linha de Budismo Mahayana bem com um texto fundamental do Budismo Chines Chan (Zen Japonês). O texto foi transmitido para a China no Período dos Tribunais do Norte e Sul em várias traduções, mas a tradução por Kumārajīva é a mais respeitada. Durante gerações, considerou-se que a recitação do Diamante prajna pāramitā sutra poderia conferir mérito ilimitado. As pessoas competiam fazendo cópias e impressões, mas o resultado foi que chegou a alcançar uma grande circulação. Prajñā significa sabedoria; pāramitā significa cruzar desta costa de nascimentos e mortes para a terra da iluminação; "diamante" significa firmeza e vontade da sabedoria de alguém. A mensagem geral do sutra é que um é firme e forte como um diamante no entendimento de alguém, um pode colocar um fim a toda angústia e a ligações. Este rolo, coligido pela Biblioteca do Palácio e concluído por ordem imperial pelos funcionários da Administração do Palácio, é um manuscrito típico do tribunal da dinastia Tang. A imperatriz Wu Zetian (624-705) encomedou a cópia do Lotus Sutra e do Diamante prajna pāramitā sutra por ocasião da morte da sua mãe.

Projeto Parcial sobre Modelo Abrangente para Ajudar no Governo (Zizhi Tongjian)

O Abrangente Espelho de Ajuda no Governo (Zizhi tongjian) é a primeira história completa, cronologicamente organizada na China. Descreve 1,362 anos de história, desde os anos 23 do rei Weilie do Zhou (403 A.C.) para o sexto ano do período Xuande (959 D.C.) da Posterior dinastia Zhou. O livro todo abrange 294 juan (seções), com um índice de 30 juan e 30-juan "investigações de inconsistências." O compilador foi Sima Guang (1019-86), assistido por outros. Sima Guang (nome Junshi, alcunha Yusou, normalmente chamado de Mestre do Rio Su), foi apresentado com um acadêmico (jinshi) no primeiro ano da era Baoyuna (1038) do Imperador Renzong. Ele ocupou vários postos importantes e recebeu postumamente o nome de Wenzheng, o Grande Preceptor, do escritório e o título feudal de Wenguo Gong. O único juan do Espelho Completo de propriedade da Biblioteca Nacional da China é um projeto original escrito pelo próprio Sima Guang. A obra, de 33,8 centímetros de larga e 130 centímetros de comprimento, tem mais de 460 caracteres em 29 colunas, e registra os eventos do primeiro ano do período Yongchang (322 D.C.) do Imperador Yuan da dinastia Jin Oriental. O projeto está numa carta de Fan Chunren ao autor e seu irmão mais velho, Sima Dan. No final há uma cópia do agradecimento de Sima Guang a "alguém pelo presente recebido." Após os juans há colofonas de gente das dinastias Song e Yuan. Há mais de 100 selos dos colecionadores do Song para as dinastias Qing.

Criando patos na Província de Taipé

Tradicionalmente, a criação de patos é um importante empreendimento em Taiwan, especialmente na região norte. Onde quer que haja água, as famílias criam patos para o abate.

O Magnífico Templo Longshan em Taipé

O Templo Longshan é o mais famoso templo antigo de Taipei. Construído em 1738 por colonos da China continental que fundaram um entreposto comercial no local 15 anos antes, o templo era onde os residentes locais adoravam o Guanyin Bodhisattva e nele buscavam a proteção e a resolução de litígios. Na Guerra Sino-Francesa de 1884-85, o templo tornou-se um local de reuniões para o sucesso da defesa de Taiwan contra as tropas francesas. Terremotos, tempestades e um forte ataque de cupins obrigaram a comunidade a reconstruir o templo em várias épocas do século XIX e do início do século XX. Em 1945, os bombardeios aliados, dirigidos aos ocupantes japoneses, destruíram o templo, mas a estátua de Guanyin, abaixo da qual muitas pessoas dos arredores haviam buscado refúgio, permaneceu intata.

A Flor da Ameixeira

A flor de ameixa e o bambu são, muitas vezes, considerados amigos na cultura chinesa. Ambos são símbolos de pureza e firmeza. Esta associação reflete-se nesta pintura do final doséculo XVII- começo doséculo XVIII e no poema que a acompanha. He Shikun foi um personagem da dinastia Ming que é identificado em dois dicionários geográficos locais como originário de Xinhui, em Guangdong. A inscrição aqui, no entanto, identifica-o como originário de Wuyang, um antigo nome de Guangzhou, ao norte de Xinhui. Em 1646, nas semanas caóticas que antecederam a rendição de Xinhui às forças da  dinastia Qing que haviam tomado Guangzhou, He Shikun e outros membros da elite local lideraram os habitantes da cidade na resistência ao cerco de um grupo de soldados que lutavam para restaurar o governo Ming. A dinastia Ming governou a China de 1368 até 1644, quando sucumbiu aos invasores manchus, os quais estabeleceram a dinastia Qing. No entanto, a dispersa resistência Ming ao governo manchu persistiu, no sul da China, até a década de 1660.

Fênix de Nove Cabeças

Esta gravura da dinastia Qing (1644-1911) mostra a fênix de nove cabeças, uma criatura da mitologia chinesa com corpo de ave e nove cabeças com rostos humanos. É uma das várias criaturas híbridas mencionadas no Clássico das Montanhas e dos Mares (Shanhai jing), que diz que as mesmas habitam a região da Grande Selva ao norte, na montanha chamada Cofre-Celestial-da-Extremidade-Norte. Esta menção aparece na parte que pode ser a mais recente desta obra, a qual pode ter sido composta em qualquer período entre os séculos III ou IV a.C. e os séculos III ou IV d.C.

Duas Ilustrações de "Arias Selecionadas da Dinastia Yuan"

Estas gravuras, de cerca de 1615, mostram dois personagens da poesia da dinastia Yuan (1279-1368). A figura do lado direito ilustra uma peça sobre Zheng Kongmu, serventuário da justiça, e Song Bin, um jovem que, acidentalmente, matou um homem. Zheng reconhece Song Bin como um homem honrado e convence o juiz a não executá-lo. Em vez disso, ele é exilado para uma colônia penal, onde vive muitas aventuras, incluindo o encontro inesperado com Zheng Kongmu e a subsequente ajuda que presta ao amigo, quando este cai em desgraça com a justiça por matar uma mulher que maltratou seus filhos. A outra figura mostra Peng Zu, um assistente de longa data de um vidente chamado Zhou, e Ren Taohua, que pode ler a sorte e encontrar maneiras de mudar o destino de uma pessoa. A história começa com a ansiedade da Viúva Shi com relação ao filho, Liuzhu, que havia viajado como comerciante e não retornara. Zhou diz à viúva que seu filho morrerá naquela mesma noite. Taohua confirma a profecia, mas diz que o rapaz poderá ser salvo se sua mãe disser: "Irmão Shi Liuzhu" três vezes no horário da terceira vigília. Liuzhu é salvo quando ouve a voz de sua mãe chamando, mas Zhou fica perturbado ao descobrir que existe uma "estrela misericordiosa" na história, ou seja, a mãe, que ele não vira antes e decide testar seus próprios poderes mágicos . A história continua com muitos incidentes envolvendo Zhou, Peng Zu e Taohua.

O Povo de Taiwan em Desfile Rumo a um Ritual de Sacrifício (para os Generais Fan e Xie)

Os rituais de sacrifícios anuais para o General Fan e Xie no templo, para os deuses da cidade em Taipé, eram especialmente importantes para o povo de Taiwan durante o período da ocupação japonesa, que durou de 1895 a 1945. Trens adicionais, indo e vindo de Taipé, eram programados para atender a multidão, proveniente de toda a Taiwan, que comparecia ao evento.