Poemas do Imperador Kangxi sobre os Trinta e Seis Pontos Cênicos de Bi Shan Zhuang, Estância Imperial de Verão

Bi shu shan zhuang é o maior jardim de palácio imperial da China. Situado em Rehe (atualmente Chengde, na província de Hebei) no vale de um rio rodeado por montanhas ao oeste, norte e leste, a vila é composta pelos salões palacianos, lagos, planícies e montanhas. A construção do complexo perdurou por muitos anos, tendo começado em 1703 sob o reinado do Imperador Kangxi (1654-1722). Por ocasião da conclusão do complexo do palácio principal, em 1711, Kangxi conferiu o título de Bi shu shan zhuang (Vila de Verão da Montanha) à vila, e selecionou 36 pontos turísticos e compôs um poema para cada local. Este trabalho contém os poemas do imperador, com ilustrações requintadas executadas pelo pintor da corte, Shen Yu. O trabalho foi publicado no ano 51 (1712) do reinado de Kangxi, com anotações de Kuixi, Li Tingyi, e outros, por determinação do imperador. Inclui também um prefácio pelo imperador. Kangxi, bem como os subsequentes imperadores Qing, passaram a maior parte do ano em Bi shu shan zhuang. Kangxi, que subiu ao trono em 1662, aos sete anos de idade, e reinou por 61 anos, até sua morte em 1722, é considerado um dos maiores imperadores da China, e o que por mais tempo reinou. Em 1994, a Vila de Verão da Montanha foi designada Patrimônio Mundial da UNESCO.

Mapa da Costa da China

Este mapa da costa da China é um dos vários mapas da Biblioteca do Congresso. O mapa é similar, em conteúdo e forma, aos seis mapas em Hai quo wen jian lu (Relatos de testemunhas das regiões costeiras) de Chen Luntong, feito em 1730. A nomenclatura usada em vários nomes de lugares e outros detalhes, sugere que este mapa seja datado de 1787 - 1820. Um texto introdutório afirma que ele foi compilado no interesse da defesa costeira. O mapa de pergaminho contém centenas de nomes de lugares e deve ser lido da direita para a esquerda. Notas intercaladas com intervalos irregulares nas rotas e roteiros marítimos. As distâncias são dadas em Li, uma medida que mudou de comprimento ao longo do tempo. A qualidade da caligrafia e da cartografia sugere que o mapa tenha sido feito para o imperador. Aqui é mostrada a foz de Zhu Jiang (Rio Pérola) e a área de Macau. O texto relata: "A região costeira de Xing Hui e Hu Men na província de Cantão consiste em um importante ponto estratégico, ao qual deve ser dada atenção suficiente à sua defesa. Esta região é fortemente infestada de foras da lei no interior do rio e piratas no mar que possuem livre acesso de navegação. Ela também compartilha uma fronteira com Macau, onde barcos e navios estrangeiros visitam frequentemente. Estes navios estrangeiros devem ser sempre vigiados. Macau é o mais antigo assentamento europeu na Ásia, criado em 1557 pelos Portugueses, que na época dominavam o comércio europeu com a Ásia.