Ovrelerfos, Trondhjem, Noruega

Esta impressão fotocrômica, da seção "Paisagens Terrestres e Marítimos da Noruega", no catálogo da Detroit Publishing Company, mostra um famoso destino turístico na Noruega, conforme era, na última década do século XIX. Lille (Inferior) Lerfos e Store (Superior) Lerfos são pitorescas cachoeiras no Rio Nid, vários quilômetros ao sul da cidade de Trondheim. A edição de 1892 do Noruega, Suécia e Dinamarca: Manual para Viajantes, de Baedeker, informava que a melhor vista das quedas "é de uma das janelas na serraria que se projeta acima das águas espumantes, na margem direita." A Detroit Photographic Company foi fundada como empresa de publicação de fotografia na década de 1890, pelo empresário e editor William A. Livingstone, Jr., de Detroit, e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram direitos exclusivos para utilizar o processo "Photochrom" suíço para conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas e imprimí-las por fotolitografia. Este processo permitiu a produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda no mercado americano. A empresa transformou-se na Detroit Publishing Company em 1905.

Kungstradgarden, Estocolmo, Suécia

Esta imagem fotocromática do popular Kungsstradgardem (Jardim do Rei) em Estocolmo, na Suécia, faz parte de "Paisagens Terrestres e Marítimas da Noruega e da Suécia", do catálogo da empresa Detroit Photographic Company. O parque está localizado a oeste da catedral nacional e abrange mais de 3,5 hectares. Inicialmente serviu, no século XV, como a horta para a cozinha do rei. Mais tarde, foi transformado pelo designer francês Jean Allard em um parque destinado a alcançar um equilíbrio entre a natureza e a urbanização. O parque foi aberto ao público no século XVIII; era rodeado por cafés e restaurantes, e logo se transformou em um ponto popular para a burguesia. O símbolo da cidade de Estocolmo, a Fonte de Molin, fica no centro do parque, juntamente com outros marcos que honram heróis nacionais, tais como o rei Carlos XII. A Detroit Photographic Company foi fundada como empresa de publicação fotográfica na década de 1890, pelo empresário e editor William A. Livingstone, Jr., de Detroit, e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram direitos exclusivos para utilizar o processo "Photochrom" suíço para conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas e imprimí-las por fotolitografia. Este processo permitiu a produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda no mercado americano.

Casa do Turista, Spitzbergen, Noruega

Esta imagem fotocromática faz parte de "Paisagens Terrestres e Marítimas da Noruega" do catálogo da empresa Detroit Photographic Company. A foto mostra uma casa para turstas na ilha de Spitsbergen, parte do arquipélago de Svalvard, localizado dentro do Círculo Polar Ártico, cerca de 550 quilômetros ao norte da continente norueguês. Não existiam acomodações para turistas em Spitsbergen, até cerca de 1896, quando a empresa Vesteraalens Steamship Company construiu uma casa para turistas ao longo da costa da baía Advento, para acomodar um afluxo de visitantes. A Detroit Photographic Company foi fundada como empresa de publicação fotográfica no final da década de 1890, pelo empresário e editor William Al Livingstone, Jr, de Detroit, e pelo fotógrafo e editor de fotos Edwin H. Husher. Eles obtiveram direitos exclusivos para utilizar o processo "Photochrom" suíço para conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas e imprimí-las por fotolitografia. Este processo permitiu a produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda no mercado americano.

Restaurante no Kungsparken, Malmo, Suécia

Esta imagem fotocromática do popular Kungsparken (Parque do Rei), em Malmö, faz parte de "Paisagens Terrestres e Marítimas da Noruega e da Suécia", do catálogo da empresa Detroit Photographic Company. O parque foi projetado pelo arquiteto dinamarquês O. Høegh Hansen, e inaugurado em 1872. O design de Hansen refletia as influências francesas e austríacas da década de 1850 e evocava os estilos romântico e barroco. Conforme descrito pela Escandinávia: Noruega, Suécia e Dinamarca: Com excursões à Islândia e à Spitzbergen (1912), de Baedeker, no centro do parque havia um chafariz, bem em frente a um "restaurante de verão", onde "uma banda toca duas vezes ao dia." O restaurante, o Kungsparkens, foi construído em 1881, no estilo suíço. Tremulando no alto do telhado estão as bandeiras da Noruega (que, na época, estava unida à Suécia), da Suécia e da Dinamarca. A Detroit Photographic Company foi fundada como empresa de publicação fotográfica no final da década de 1890, pelo empresário e editor William Al Livingstone, Jr, de Detroit, e pelo fotógrafo e editor de fotos Edwin H. Husher. Eles obtiveram direitos exclusivos para utilizar o processo "Photochrom" suíço para conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas e imprimí-las por fotolitografia. Este processo permitiu a produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda no mercado americano.

Vista do Kungsparken, Malmö, Suécia

Esta imagem fotocromática do popular Kungsparken (Parque do Rei), em Malmö, faz parte de "Paisagens Terrestres e Marítimas da Noruega e da Suécia", do catálogo da empresa Detroit Photographic Company. O parque foi projetado pelo arquiteto dinamarquês O. Høegh Hansen, e inaugurado em 1872. O design de Hansen refletia as influências francesas e austríacas da década de 1850 e evocava os estilos romântico e barroco. Malmö está localizada no sul da Suécia, no lado do Estreito de Oresund diretamente oposto à Dinamarca. A Detroit Photographic Company foi fundada como empresa de publicação fotográfica no final da década de 1890, pelo empresário e editor William Al Livingstone, Jr, de Detroit, e pelo fotógrafo e editor de fotos Edwin H. Husher. Eles obtiveram direitos exclusivos para utilizar o processo "Photochrom" suíço para conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas e imprimí-las por fotolitografia. Este processo permitiu a produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda no mercado americano.

Carruagem Norueguesa, Fiorde Hardanger, Noruega

Esta impressão fotocromática, de uma menina norueguesa em uma carruagem no Fiorde Hardanger, na Noruega, faz parte de "Paisagens Terrestres e Marítimas da Noruega" do catálogo da empresa Detroit Photographic Company. Em seu Espiada em Muitas Terras: Noruega (1909), o escritor de viagens britânico A.F. Ferryman-Mockler observou que "tudo o que é grandioso, tudo o que é belo, encontra-se no Hardanger". O fiorde, localizado no sul da Noruega, tem aproximadamente cinco quilômetros de largura no seu centro e mais de 650 metros de profundidade em alguns lugares. O fiorde é cercado por montanhas cobertas de abetos. A jovem aqui, vestida com a tradicional bunad de Hardanger, está sentada em uma charrete tipicamente norueguesa, uma carruagem de duas rodas puxada por um cavalo, adequada para um único ocupante. Este tipo de carruagem era uma forma popular e barata de viajar pelas estradas da Noruega no início da década de 1900. A Detroit Photographic Company foi fundada como empresa de publicação fotográfica no final da década de 1890, pelo empresário e editor William Al Livingstone, Jr, de Detroit, e pelo fotógrafo e editor de fotos Edwin H. Husher. Eles obtiveram direitos exclusivos para utilizar o processo "Photochrom" suíço para conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas e imprimí-las por fotolitografia. Este processo permitiu a produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda no mercado americano.

Mercado de Peixes, Bergen, Noruega

Esta impressão fotocrômica, da seção "Paisagens Terrestres e Marítimos da Noruega", no catálogo da Detroit Publishing Company, mostra o mercado de peixes de Bergen, conforme era, na última década do século XIX. Confome a edição de 1892 do Noruega, Suécia e Dinamarca: Manual para Viajantes, de Baedeker, "o peixe sempre foi o produto básico de Bergen, que é o maior mercado de peixe da Noruega. Os comerciantes da Liga Hanseática forçavam os pescadores do norte a enviarem seus peixes para Bergen, e até os dias de hoje o principal fluxo do comércio ainda é feito através desses antigos canais." A Detroit Photographic Company foi fundada como empresa de publicação de fotografias no final da década de 1890, pelo empresário e editor William Al Livingstone, Jr e pelo fotógrafo e editor de fotos Edwin H. Husher. Eles obtiveram direitos exclusivos para utilizar o processo "Photochrom" suíço para conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas e imprimí-las por fotolitografia. Este processo permitiu a produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda no mercado americano. A empresa transformou-se na Detroit Publishing Company em 1905.

Vista geral, Thal von Rieka, Montenegro

Esta impressão fotocrômica, do final do século XIX, é de "Vistas de Montenegro", no catálogo da Detroit Publishing Company. A Áustria. Incluindo a Hungria, a Transilvânia, a Dalmácia e a Bósnia (1900), de Baedeker, recomendava que os viajantes europeus e americanos da época fizessem uma excursão de dois dias a Montenegro - da cidade portuária de Catarro (atual Kotor) até Cetinje, a então capital de Montenegro. Esta impressão fotocromática mostra uma cena na estrada de Cetinje para a cidade de Rjeka, recomendada por Baedeker por suas esplêndidas vistas das montanhas. A Detroit Photographic Company foi fundada como empresa de publicação fotográfica no final da década de 1890, pelo empresário e editor William Al Livingstone, Jr, de Detroit, e pelo fotógrafo e editor de fotos Edwin H. Husher. Eles obtiveram direitos exclusivos para utilizar o processo "Photochrom" suíço para conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas e imprimí-las por fotolitografia. Este processo permitiu a produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda no mercado americano. A empresa transformou-se na Detroit Publishing Company em 1905.

O Inn di Krstac na Estrada de Cetinje, Njegus, Montenegro

Esta impressão fotocrômica, do final do século XIX, é de "Vistas de Montenegro", no catálogo da Detroit Publishing Company. A Áustria. Incluindo a Hungria, a Transilvânia, a Dalmácia e a Bósnia (1900), de Baedeker, recomendava que os viajantes europeus e americanos da época fizessem uma excursão de dois dias a Montenegro - da cidade portuária de Catarro (atual Kotor) até Cetinje, a então capital de Montenegro. Esta impressão fotocrômica retrata uma cena ao longo da estrada, na cidade de Njegus, que Baedeker identificou como "a casa ancestral da família reinante e o berço das guerras de independência Montenegrinas." A Detroit Photographic Company foi fundada como empresa de publicação de fotografias no final da década de 1890, pelo empresário e editor William Al Livingstone, Jr, de Detroit, e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram direitos exclusivos para utilizar o processo "Photochrom" suíço para conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas e imprimí-las por fotolitografia. Este processo permitiu a produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda no mercado americano. A empresa transformou-se na Detroit Publishing Company em 1905.

O Convento Cetinje, Montenegro

Esta impressão fotocrômica, do final do século XIX, é de "Imagens de Montenegro", do catálogo da Detroit Publishing Company. Retrata o Mosteiro de Cetinje, aos pés do Monte Lovćen, em Cetinje. O mosteiro foi construído em 1701 pelo bispo-príncipe Danilo (1670-1735), fundador da dinastia Petrović Njegoš, após a destruição, pelas forças venezianas, do mosteiro medieval Cetinje, um mosteiro ortodoxo sérvio construído por Ivan, o Negro, em 1484. O mosteiro tem grande significado histórico para o povo montenegrino. Ele contém os restos mortais de São Pedro de Cetinje (1747-1830) e outras relíquias religiosas, e é o local de sepultamento de vários membros da dinastia Njegos Petrović, incluindo o duque Mirko (1820-1867), pai do rei Nicolau I (1841 - 1922). Na época em que a fotografia foi tirada, Cetinje era a capital de Montenegro, um principado independente que se separou do Império Otomano em 1878. As pessoas em primeiro plano são montenegrinos comuns, vestidos em trajes nacionais usados aos domingos e em ocasiões especiais. A Detroit Photographic Company foi lançada como editora de fotografia na década de 1890 pelo empresário e editor de Detroit William A. Livingstone, Jr., e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram direitos exclusivos para utilizar o processo "Photochrom" suíço para conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas e imprimí-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa transformou-se na Detroit Publishing Company em 1905.