23 de dezembro de 2011

Catedral da Anunciação (1560-1584), interior, vista do leste em direção ao iconóstase (final do século XVII), Solvychegodsk, Rússia

Esta vista do interior da Catedral da Anunciação em Solvychegodsk (oblast de Arkhangelsk) foi tirada em 1999 pelo Dr. William Brumfileld, fotógrafo americano e historiador da arquitetura russa, como parte do projeto "Encontro de Fronteiras" da Biblioteca do Congresso. Localizada perto da confluência dos rios Vychegda e Dvina do Norte, Solvychegodsk (Sal do Vychegda) tornou-se, no século XVI, o centro de vastas operações de comércio de propriedade dos Stroganov, cuja base da riqueza era o sal. O patriarca da dinastia, Anika (Ioanício) Stroganov (1497-1570), iniciou a prática dos Stroganov de apoio às artes. A construção da catedral se estendeu de 1560 ao início da década de 1570, mas a igreja não foi formalmente consagrada até 1584. O interior foi pintado com afrescos no verão de 1600. Os afrescos foram pintados ao longo dos séculos XVIII e XIX, particularmente após um grande incêndio em 1819. A restauração realizada desde a década de 1970 revelou afrescos originais na parede oeste. A peça central da catedral é um iconóstase de cinco camadas, originalmente instalado no final da década de 1570, com mais de 70 ícones, alguns dos quais permanecem. A forma atual do iconóstase data da década de 1690, com sua Porta Real central doada pelos Stroganov no início do século XVII.

Igreja da Dormição (1674), fachada oeste, Varzuga, Rússia

Esta vista sudoeste da Igreja da Dormição em Varzuga (oblast de Murmansk) foi tirada em 1999 pelo Dr. William Brumfileld, fotógrafo americano e historiador da arquitetura russa, como parte do projeto "Encontro de Fronteiras" da Biblioteca do Congresso. Varzuga está localizada na costa sul da península de Kola, cerca de 22 quilômetros de onde o rio Varzuga desemboca no Mar Branco. Em meados do século XV, Varzuga era um notável posto avançado no território do Mar Branco do centro de comércio medieval de Novgorod. Varzuga tinha fortes laços com o Mosteiro Solovetskii, um dos principais centros religiosos do norte da Rússia. Moscóvia estabeleceu o controle sobre os domínios de Novgorod no final do século XV e a importância de Varzuga como um centro de pesca cresceu. No final do século XVII, a aldeia tinha igrejas de troncos de madeira em ambas as margens do rio Varzuga. A mais impressionante é a Igreja da Dormição, construída em 1674 na margem direita elevada do rio. Os construtores fizeram uso efetivo do local, criando uma estrutura que se eleva a partir de uma base cruciforme alta feita de troncos de madeira para uma estrutura octogonal que culmina em uma torre elevada tipo "tenda" (shatër) e uma cúpula. As modificações feitas durante o século XIX incluiam um revestimento de pranchas, removido durante uma restauração concluída em 1973. Os esforços de conservação continuam neste grande monumento do norte da Rússia.

Igreja da Apresentação da Virgem (1688-1693) vista do sudoeste, Solvychegodsk, Rússia

Esta vista sudoeste de inverno da Catedral da Apresentação da Virgem em Solvychegodsk (oblast de Arkhangelsk) foi tirada em 1998 pelo Dr. William Brumfileld, fotógrafo americano e historiador da arquitetura russa, como parte do projeto "Encontro de Fronteiras" da Biblioteca do Congresso. Esta espetacular igreja foi construída para o Mosteiro da Apresentação, fundado em 1565 pela família Stroganov como parte de seu complexo de comércio em Solvychegodsk. A construção teve início em 1688, com o apoio de Grigorii Stroganov, que logo se tornou proeminente no reinado de Pedro, o Grande. Embora a igreja não estivesse totalmente consagrada até 1712, partes dela estavam funcionando em 1691 e a estrutura principal foi concluída em 1693. As fachadas de tijolos exibem a profusa decoração de pedra calcária--aparentemente esculpida em Moscou--em um estilo floreado conhecido como “Moscou barroco”. Além das colunas de pedra, os frisos das janelas e as conchas de vieira (acima dos frontões), as fachadas são decoradas com azulejos coloridos. A estrutura culmina em cinco cúpulas barrocas sobre tambores altos. As mudanças no exterior foram feitas ao longo dos séculos, especialmente no século XVIII, quando o exterior da galeria (vista aqui) foi transformado de um terraço aberto para uma arcada de tijolo e pedra calcária com uma cornija ornamentada, atualmente encoberta por um telhado.

Igreja da Dormição (1674), fachada norte, Varzuga, Rússia

Esta vista norte da Igreja da Dormição em Varzuga (oblast de Murmansk) foi tirada em 2001 pelo Dr. William Brumfileld, fotógrafo americano e historiador da arquitetura russa, como parte do projeto "Encontro de Fronteiras" da Biblioteca do Congresso. Varzuga está localizada na costa sul da península de Kola, cerca de 22 quilômetros de onde o rio Varzuga desemboca no Mar Branco. Em meados do século XV, Varzuga era um notável posto avançado no território do Mar Branco do centro de comércio medieval de Novgorod. Varzuga tinha fortes laços com o Mosteiro Solovetskii, um dos principais centros religiosos do norte da Rússia. Moscóvia estabeleceu o controle sobre os domínios de Novgorod no final do século XV e a importância de Varzuga como um centro de pesca cresceu. No final do século XVII, a aldeia tinha igrejas de troncos de madeira em ambas as margens do rio Varzuga. A mais impressionante é a Igreja da Dormição, construída em 1674 na margem direita elevada do rio. Os construtores fizeram uso efetivo do local, criando uma estrutura que se eleva a partir de uma base alta cruciforme de troncos de madeira para uma estrutura octogonal que culmina em uma torre elevda tipo "tenda" (shatër) e uma cúpula. As modificações feitas durante o século XIX incluiam um revestimento de pranchas, removido durante uma restauração concluída em 1973. Os esforços de conservação continuam neste grande monumento do norte da Rússia.

Catedral da Anunciação (1560-1584), interior, parede oeste, afresco do Juízo Final, Solvychegodsk, Rússia

Esta vista do interior da Catedral da Anunciação em Solvychegodsk (oblast de Arkhangelsk) foi tirada em 1996 pelo Dr. William Brumfileld, fotógrafo americano e historiador da arquitetura russa, como parte do projeto "Encontro de Fronteiras" da Biblioteca do Congresso. Localizada perto da confluência dos rios Vychegda e Dvina do Norte, Solvychegodsk (Sal do Vychegda) tornou-se, no século XVI, o centro de vastas operações de comércio de propriedade dos Stroganov, cuja base da riqueza era o sal. O patriarca da dinastia, Anika (Ioanício) Stroganov (1497-1570), iniciou a prática dos Stroganov de apoio às artes. A construção da catedral se estendeu de 1560 ao início da década de 1570, mas a igreja não foi formalmente consagrada até 1584. O interior foi pintado com afrescos no verão de 1600. Eles foram pintados ao longo dos séculos XVIII e XIX, particularmente após um grande incêndio em 1819. A restauração realizada desde a década de 1970 revelou afrescos originais na parede oeste, cuja parte central é vista aqui. Como é típico nas igrejas medievais russas, a parede ocidental retrata o Juízo Final, com os símbolos do Apocalipse. A parte superior mostra Adão e Eva (a expulsão do Paraíso). Na parte inferior há uma inscrição sobre a pintura dos afrescos, bem como um motivo de toalha sagrada.

Igreja da Dormição (1674), detalhe da fachada oeste, Varzuga, Rússia

Este detalhe da fachada oeste da Igreja da Dormição em Varzuga (oblast de Murmansk) foi tirado em 2001 pelo Dr. William Brumfileld, fotógrafo americano e historiador da arquitetura russa, como parte do projeto "Encontro de Fronteiras" da Biblioteca do Congresso. Varzuga está localizada na costa sul da península de Kola, cerca de 22 quilômetros de onde o rio Varzuga desemboca no Mar Branco. Em meados do século XV, Varzuga era um notável posto avançado no território do Mar Branco do centro de comércio medieval de Novgorod. Varzuga tinha fortes laços com o Mosteiro Solovetskii, um dos principais centros religiosos do norte da Rússia. Moscóvia estabeleceu o controle sobre os domínios de Novgorod no final do século XV e a importância de Varzuga como um centro de pesca cresceu. No final do século XVII, a aldeia tinha igrejas de troncos de madeira em ambas as margens do rio Varzuga. A mais impressionante é a Igreja da Dormição, construída em 1674 na margem direita do rio. Este detalhe mostra a transição da estrutura cruciforme principal, com frontões em forma de barril, para um octógono, que, por sua vez, apoia a torre tipo "tenda". De especial interesse é a projeção (poval) da parte superior octogonal que suporta o telhado de águas na base da torre. Destinado a proteger a estrutura da chuva e da neve, o estilo também é um elemento de design incrivelmente belo.