30 de novembro de 2011

Brasil

Este mapa do Brasil é um mapa de Tallis, identificável pelo estilo pergaminho nas bordas e pelas cenas ricamente ilustradas nele inscritas. John Tallis e Cia. era uma empresa britânica de cartografia que funcionou entre cerca de 1835 a 1860. O mapa foi elaborado e gravado pelo cartógrafo John Rapkin. Os mapas de Tallis eram conhecidos por seus desenhos precisos e numerosos topônimos e detalhes geográficos, bem como pela utilização de áreas sombreadas para indicar características topográficas. A beleza artesanal do mapa pode ser vista nas ilustrações coloridas dos quatro cantos que mostram "Barcos no Rio Negro" (canto superior esquerdo), "Santa Catarina" (canto superior direito), "Montevidéu" e "Cabo de Santo Antonio, Bahia" (abaixo, à esquerda), e "Rio de Janeiro" (abaixo, à direita).

Catedral de São Serafim (1907), Vista Sudoeste, Viatka, Rússia

Esta fotografia da Catedral de São Serafim de Sarov, em Vatka, foi tirada em 1999 pelo Dr. William Brumfileld, fotógrafo americano e historiador da arquitetura russa, como parte do projeto "Encontro de Fronteiras" da Biblioteca do Congresso. A cidade de Viatka, rebatizada de Kirov em 1934, está localizada às margens do Rio Viatka, a 900 quilômetros a leste de Moscou. Fundada em 1181 com o nome de "Khlynov," Viatka foi incorporada ao reino moscovita perto do final do século XV. A cidade, posteriormente, tornou-se um centro comercial e administrativo no nordeste da Rússia Européia. Por volta de 1897, sua população tinha atingido 25.000. Localizada próxima à linha ferroviária entre Nizhnii Novgorod e Perm, a cidade cresceu rapidamente durante o período soviético. Sua população, hoje, gira em torno de meio milhão. O mais colorido de seus marcos arquitetônicos é a Catedral de São Serafim, concluída em 1907 de acôrdo com o projeto do arquiteto local Ivan Charushin. A estrutura tem um campanário, a oeste, e capelas anexadas às fachadas norte e sul. Este conjunto apresenta uma enorme variedade de cúpulas, frontões e arcos ornamentais delineados em branco nas paredes vermelhas, imitando a arquitetura moscovita do século XVII. É consagrada a São Serafim de Sarov (1754-1833), um proeminente monge russo, canonizado em 1903 com o apoio de Nicolas II.

Aposentos do Bispo Joseph Zolotoy (1764-69), Fachada Leste, Vologda, Rússia

Esta fotografia dos aposentos do Bispo Joseph Zolotoy, em Vologda, foi tirada em 1995 pelo Dr. William Brumfileld, fotógrafo americano e historiador da arquitetura russa, como parte do projeto "Encontro de Fronteiras" da Biblioteca do Congresso. Antes da fundação de São Petersburgo, em 1703, a Rússia dependia de uma rota norte, através do Mar Branco, para o comércio com a Europa Ocidental. Um dos principais centros desta rota era Vologda, cuja importância se reflete em monumentos arquitetônicos como esta distinta estrutura. Localizada na Archbishop's Court, adjacente à Catedral de Santa Sofia, esta residência foi construída para o Arcebispo Joseph em 1764-69 (arquiteto desconhecido), e demonstra a influência do secular desenho de palácios em instituições religiosas, durante o século XVIII. A decoração colorida da residência -- o uso de pintura trompe-l'oeil rústica e outros elementos decorativos na fachada principal de tijolos, pintada de vermelho -- representa uma adaptação provinciaana de uma abordagem ornamental à arquitetura predominante em Muscovy no final do século XVII. O prédio foi, recentemente, renovado com cuidado, embora pouco reste do interior original, à exceção de alguns magníficos fogões de azulejos, característicos dos interiores de palácios russos do século XVIII.

Mapa da Rússia asiática

Weimar era a capital cultural e intelectual da Alemanha no final doséculo XVIII e início do século XIX terra natal dos poetas Johann Wolfgang von Goethe e Friedrich Schiller. Este mapa gravado em 1822 pelo Instituto Geográfico de Weimar mostra limites provinciais, centros populacionais e as diferentes nacionalidades da Sibéria. Etnias alemãs da região báltica a serviço do governo czarista desempenharam importantes papéis na exploração da Sibéria doséculo XVIII e a região permaneceu como um objeto fascinante para muitos alemães.

Provincia de Chernigov

Este cartão é um dos exemplares de uma série de 82 cartões ilustrados, um para cada província do Império Russo, conforme existiam em 1856. Cada cartão apresenta um panorama da cultura, história, economia e geografia de uma determinada província. A frente do cartão retrata características distintas, tais como: rios, montanhas, cidades e indústrias principais. O verso de cada cartão contém um mapa da província, a sede da província, informações sobre a população e os trajes locais dos habitantes .

Terra de Chukotka e região de Kamchatka

Este cartão é um dos exemplares de uma série de 82 cartões ilustrados, um para cada província do Império Russo, conforme existiam em 1856. Cada cartão apresenta um panorama da cultura, história, economia e geografia de uma determinada província. A frente do cartão retrata características distintas, tais como: rios, montanhas, cidades e indústrias principais. O verso de cada cartão contém um mapa da província, a sede da província, informações sobre a população e os trajes locais dos habitantes .