Folha de um saltério beneditino

Descrição

O Psalterium Benedictinum cum canticis et hymnis (Saltério beneditino com cânticos e hinos) de 1459 foi o terceiro maior projeto desde o nascimento da imprensa em Mainz, e o exemplo mais antigo de um livro beneditino impresso. Depois de Johann Gutenberg imprimir sua famosa Bíblia por volta de 1455, seu principal credor, Johannes Fust (1400-1466), o processou para recuperar seu investimento e recebeu a editora de Gutenberg e seus apetrechos. Fust e Peter Schöffer de Mainz, em seguida, tornaram-se sócios, imprimindo um saltério feito para o Gabinete Romano Divino em 1457, e um segundo saltério reorganizado para uso monástico, encomendado pelos monges beneditinos de Mainz. Os monges de Mainz pertenciam à Congregação de Bursfeld, um exemplo de renovação monástica no norte da Alemanha às vésperas da Reforma. Apesar de normalmente considerar-se os monges beneditinos como copistas de manuscritos, eles adotaram com entusiasmo a nova tecnologia de impressão. Esta folha, com os salmos 63 (64) e 64 (65), foi reutilizada posteriormente em uma encadernação de livro.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Johann Fust

Idioma

Título no Idioma Original

Psalterium Benedictinum cum canticis et hymnis

Tipo de Item

Descrição Física

Fólio 40, verso; 41,7 x 28 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 14 de novembro de 2013