Anatomia de Manṣūr

Descrição

O médico persa Mansur ibn Muhammad ibn Ilyas, que prosperou por volta de 1384, veio de uma família de médicos e outros intelectuais que viviam na cidade de Shiraz, atual Irã. Tashrīḥ-i badan-i insān (A anatomia do corpo humano), normalmente conhecido como Tashrīḥ-i Manṣūrī (A anatomia de Manṣūr) é seu trabalho mais conhecido. Ele contém as primeiras ilustrações islâmicas restantes de todo o corpo humano. Elas incluem figuras em página cheia desenhadas com várias cores de tinta. O tratado é composto por uma introdução seguida por capítulos sobre ossos, nervos, músculos, veias e artérias. Um capítulo de conclusão trata de órgãos compostos, como o coração e o cérebro, e a formação do feto, além de incluir uma figura que representa o sistema arterial de uma mulher grávida. A obra é dedicada ao Sultão Pīr Muḥammad ibn ʻUmar ibn Tīmūr, governante da região de Fars da Pérsia por volta de 1393–1409 e neto de Timur, conhecido para os europeus como Tamerlão. Este manuscrito foi copiado em 1709 em escrita naskh de médio porte em papel marrom com as palavras de ordem e os cabeçalhos em vermelho. Há certa influência estilística indiana. O manuscrito foi um presente de John Farquhar Fulton e compõe parte da coleção Cushing de livros raros da Biblioteca Histórica Médica presente na Biblioteca Médica Harvey Cushing/John Hay Whitney, Universidade de Yale.

Data de Criação

Idioma

Título no Idioma Original

تشريح منصوري

Tipo de Item

Descrição Física

35 fólios; 20,2 x 30 centímetros

Observações

  • Biblioteca Médica Histórica: Cushing, Ms persa 14.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 18 de fevereiro de 2015