Walt Whitman, retrato de meio-corpo, sentado em uma cadeira voltado para a esquerda

Descrição

Este retrato do poeta americano Walt Whitman foi tirado por volta de 1862 pelo famoso fotógrafo de guerra civil Matthew Brady. Em dezembro de 1862, Whitman viu o nome de seu irmão George, um membro da Infantaria 51 de Nova York, listado entre os feridos na batalha de Fredericksburg. Whitman dirigiu-se com pressa à Washington para procurar George nos hospitais e acampamentos. Whitman foi assaltado em sua jornada e chegou "sem um centavo". Com a ajuda de amigos, ele conseguiu um passe para cruzar as linhas militares. Em 29 de dezembro de 1862, um Whitman mais aliviado escreveu para sua mãe que tinha "encontrado George vivo e bem" em um acampamento de Falmouth, depois do rio Rappahannock de Fredericksburg, Virgínia. Ele também disse que havia decidido ficar na área e procurar um trabalho. Depois de pouco tempo ele acompanhou soldados feridos de volta para Washington. A busca por George foi a introdução de Whitman às terríveis consequências da guerra. Ele começou a fazer amizade com soldados e a registrar relatos daqueles que tinham servido na batalha. Whitman tinha 43 anos em 1862–1863 quando começou a trabalhar de voluntário nos hospitais de guerra de Washington, D.C. Enquanto trabalhava na cidade, vários retratos seus foram tirados nos estúdios de Brady e Alexander Gardner.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Walt Whitman, Half-Length Portrait, Seated in Chair, Facing Left

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotográfica em cartão de visitas: albume

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 11 de abril de 2017