Cortando ferro

Descrição

Este cartaz de propaganda da Guerra Civil Russa de 1919 a 1921 é de Vladimir Lebedev, um pintor russo prolífico, ilustrador de livros e designer de cartazes e cenários. As composições de Lebedev são distintas pelos blocos simples de cores e figuras quebradas em formatos geométricos. A imagem aqui exibe um trabalhador cortando manualmente uma folha de ferro. Com linhas mínimas, detalhes e cores, o artista cria uma imagem distinta e positiva de um trabalhador de fábrica, com o ferro cedendo facilmente à sua força. Durante a Guerra Civil, a Agência de Telégrafos Russa (Russian Telegraph Agency - ROSTA) produziu muitos cartazes que eram utilizados para comunicar mensagens do governo e promover a solidariedade da classe trabalhadora. No início da guerra, temas militares e a exposição de inimigos da jovem República Soviética eram dominantes. Mais tarde o conteúdo tornou-se a reconstrução econômica e social a favor dos trabalhadores e camponeses e contra a ociosidade e a falta de consciência social. Os cartazes da ROSTA eram feitos em Moscou, Petrogrado (atual São Petersburgo), e em outras cidades. Os originais eram pintados à mão e então reproduzidos com moldes cortados e circulavam por todo país. Eles eram fixados em estações de trem, mercados e vitrines de lojas e ficaram conhecidos como Vitrines ROSTA. Artistas líderes da avant-garde como Vladimir Mayakovsky contribuíram com imagens e textos. Inimigos da classe eram satirizados com imagens simples e lacônicas enquanto os textos, frequentemente em forma de rima ou slogan, usavam frases coloquiais imitando o jargão da classe trabalhadora, com trocadilhos, gírias e expressões rudes. Lebedev, que também estudou na Academia de Artes em São Petersburgo, trabalhou na filial ROSTA de Petrogrado de 1920 a 1922, onde criou mais de 500 cartazes.

Última Atualização: 12 de fevereiro de 2016