Comentário sobre Formas de base

Descrição

Esta obra é um comentário sobre o trabalho Ashkāl al-ta’sīs (Formas de base), um tratado gemoétrico de Shams al-Dīn Muḥammad b. Ashraf al-Ḥusaynī al-Samarqandī. O autor do comentário, Qāḍīzāda al-Rumi (Ṣalāh al-Din Mūsā ibn Muḥammad, 1364-1436) foi um dos principais astrônomos no célebre observatório de Samarcanda. Ele era nativo de Bursa, onde seu pai Mahmud serviu como um juiz proeminente (daí a denominação Qāḍīzāda, que significa "nascido de um juiz" em persa). O comentário foi concluído em 1412 (814 A.H.) e, a julgar pelas muitas cópias sobreviventes, era extremamente popular. O trabalho é dedicado ao patrono de Qāḍīzāda, Ulugh Beg, astrônomo e construtor do observatório de Samarcanda, que serviu como governador da Transoxiana de 1409 a 1447, e como governante da Pérsia timúrida em 1447-1449. Ashkāl al-ta’sīs é um tratado sobre os 35 postulados fundamentais no primeiro livro de Euclides, Elementos. Foi amplamente copiado e está presente em muitas coleções na Europa e na Ásia. O presente trabalho tem inúmeras figuras geométricas em tinta vermelha e preta, também com muitas notas de margem em árabe. Ele foi concluído em 1126 A.H. (1714–1715). Pouco se sabe sobre al-Samarqandī, o autor do trabalho sobre o qual Qāḍīzāda escreveu seu comentário. Ele atuou no século XIII, e um manuscrito atualmente em Istambul (Laleli 2432), para o qual um dos alunos de al-Samarqandī pode ter servido como copista, afirma que al-Samarqandī morreu no dia 22 de Shawwal, 702 A.H. (09 de junho de 1303).

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

شرح أشكال التأسيس في الهندسة للسمرقندي

Tipo de Item

Descrição Física

36 páginas: ilustrações; 22 x 17 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 8 de março de 2016