Estrada para Filadélfia

Descrição

Esta gravura de cerca de 1830 por Edward Williams Clay (1799–1857) faz uma caricatura da pretensão e do preconceito dos Quakers da Filadélfia do início do século XIX em relação às pessoas que eles consideravam socialmente inferiores, mas também ironiza aqueles que procuravam imitar a elite Quaker. Em uma estrada da Filadélfia, diante de uma pequena casa com uma cerca de madeira e um viajante que se aproxima em um cavalo está um viajante de pele escura vestido em trapos e com dentes salientes, possivelmente um irlandês ou um afro-americano, que pergunta para um rotundo Quaker e sua filha: "Esta não é a estrada para Filadélfia, querida, ou é?" O pai responde indignado para o "amigo" usando a forma de tratamento Quaker, afirmando que aquela obviamente é a estrada para Filadélfia, e acusa o homem de estar mentindo. Clay, nativo da Filadélfia, foi o mais prolífico caricaturista da era Jacksoniana (por volta de 1835-54). Ele foi conhecido pela popular série racista "A vida na Filadélfia", publicada entre 1828 e 1830, que satirizava os afro-americanos em ascensão social na Filadélfia por, segundo ele, tentarem ineptamente imitar a classe média branca.

Informação da Publicação

Childs ou Childs & Inman, Filadélfia

Idioma

Título no Idioma Original

Road to Philadelphy

Tipo de Item

Descrição Física

1 gravura: litografia; 20 x 23 centímetros

Observações

  • Número do catálogo digital: POS 652

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 22 de abril de 2013