Kikuyu

Descrição

Em uma conferência em Kikuyu (atual Quênia) em 1913, missionários britânicos das igrejas anglicanas, metodistas e presbiterianas concordaram com um Regime de Federação para ajudá-los a competir com grupos não cristãos na África e para evitar a transferência das “divisões inadequadas” entre as igrejas britânicas para o campo missionário. A conferência deu origem a uma amarga controvérsia dentro da Igreja Anglicana. Frank Weston, bispo de Zanzibar (atual Tanzânia), se opôs à união com as outras igrejas. Ele acusou os líderes anglicanos envolvidos na conferência, William George Peel, bispo de Mombaça, e J.J. Willis, bispo de Uganda, de sustentar opiniões heréticas sobre a autoridade da igreja e outros assuntos. A controvérsia foi encaminhada ao Órgão Consultivo Central de 1914, da Conferência de Lambeth, o conjunto decenal de bispos anglicanos. Kikuyu é a decisão de Randall Davidson, arcebispo de Canterbury, sobre a controvérsia. Davidson decidiu que os bispos não deviam ser julgados por heresia. A declaração faz parte de uma compilação encadernada de dez documentos relacionados ao início da história da Igreja Anglicana em Uganda, que se encontra na biblioteca da Universidade Cristã de Uganda em Mukono, perto de Kampala. A universidade foi fundada em 1997 pela Igreja Anglicana de Uganda e incorpora a Escola Superior de Teologia Bispo Tucker, fundada em 1913.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Macmillan and Co., Limited, Londres

Idioma

Tipo de Item

Descrição Física

70 páginas; 22 centímetros

Observações

  • Da Universidade Cristã de Uganda. Digitalizado na Biblioteca Nacional de Uganda com o apoio da Corporação Carnegie de Nova Iorque.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 10 de janeiro de 2014