Romênia

Descrição

Em preparação para a esperada conferência de paz após a Primeira Guerra Mundial, na primavera de 1917, o Ministério das Relações Exteriores britânico criou um departamento especial responsável pelo planejamento de informações de base que seriam usadas pelos delegados britânicos durante a conferência. Romênia é o Número 23 em uma série de mais de 160 estudos produzidos por este departamento, a maioria dos quais foi publicada após a conclusão da Conferência de Paz de Paris, em 1919. Este livro inclui seções sobre geografia política e física, história política, condições sociais e políticas, além de condições econômicas. Há muito tempo sob o controle do Império Otomano, a Romênia declarou sua independência em 21 de maio de 1877. As grandes potências reconheceram a independência romena no Congresso de Berlim de 1878. A Romênia concluiu uma aliança defensiva secreta com a Áustria-Hungria em 1883, mas trocou de aliados durante a Primeira Guerra Mundial e, em agosto de 1916, entrou na guerra ao lado da Rússia. O país era, nesta época, uma monarquia constitucional, governada pelo Rei Carlos I, onde a Igreja Ortodoxa era a religião oficial do Estado. Uma nota anexada à seção sobre história política lida com os tratados internacionais que governam a navegação no Rio Danúbio, que deságua no Mar Negro vindo da Romênia. A seção sobre economia observa a crescente importância da indústria do petróleo na década anterior à Primeira Guerra Mundial, quando a produção de petróleo bruto aumentou de 493.000 toneladas métricas em 1904 para 1.847.000 toneladas métricas em 1913.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

H.M. Stationery Office, Londres

Idioma

Título no Idioma Original

Rumania

Tipo de Item

Descrição Física

144 páginas; 22 centímetros

Observações

  • Da série: Manuais da Paz

Coleção

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 11 de setembro de 2017