Questão do Escalda

Descrição

Em preparação para a esperada conferência de paz após a Primeira Guerra Mundial, na primavera de 1917, o Ministério das Relações Exteriores britânico criou um departamento especial responsável pelo planejamento de informações de base que seriam usadas pelos delegados britânicos durante a conferência. Questão do Escalda é o Número 28 em uma série de mais de 160 estudos produzidos por este departamento, a maioria dos quais foi publicada após a conclusão da Conferência de Paz de Paris, em 1919. O estudo fornece uma história das disposições internacionais legais que governam o Escalda Ocidental, via aquática que dá acesso ao mar para o porto da Antuérpia. No Tratado de Münster (1648), que reconhecia a independência em relação à Espanha das sete Províncias Unidas dos Países Baixos (também conhecidas como República Holandesa), a margem sul do Escalda Ocidental foi cedida aos holandeses. Os holandeses usaram o controle do rio para negar à Antuérpia o acesso ao mar, o que serviu tanto aos seus interesses comerciais quanto estratégicos. Este acordo durou até 1790, quando a França invadiu os Países Baixos e, mais tarde, abriu o rio para o comércio. Os holandeses reobtiveram o controle exclusivo do rio em 1815, após o fim das Guerras Napoleônicas. A separação da Bélgica da Holanda, em 1831, levantou novamente a questão do controle sobre o rio. Sob acordos realizados pelas Grandes Potências em 1839, a Holanda reobteve a soberania sobre ambas as margens do Escalda Ocidental, mas o rio propriamente dito foi declarado via aquática internacional e o comércio livre foi assegurado. Estes acordos permaneceram em efeito até 1914, quando da deflagração da Primeira Guerra Mundial. Três notas suplementares lidam com tratados internacionais que governam a fortificação da Antuérpia e do porto holandês de Flushing, bem como os direitos dos holandeses de policiar o tráfego marítimo no Escalda Ocidental.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

H.M. Stationery Office, Londres

Idioma

Título no Idioma Original

Question of the Scheldt

Tipo de Item

Descrição Física

21 páginas; 22 centímetros

Observações

  • Da série: Manuais da Paz

Coleção

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 21 de julho de 2014