Abissínia

Descrição

Em preparação para a esperada conferência de paz após a Primeira Guerra Mundial, na primavera de 1917, o Ministério das Relações Exteriores britânico criou um departamento especial responsável pelo planejamento de informações de base que seriam usadas pelos delegados britânicos durante a conferência. Abissínia é o Número 129 em uma série de mais de 160 estudos produzidos por este departamento, a maioria dos quais foi publicada após a conclusão da Conferência de Paz de Paris, em 1919. Este livro inclui seções sobre geografia política e física, história política, condições sociais e políticas, além de condições econômicas. Ele sumariza a história da Abissínia (hoje conhecida como Etiópia) desde suas origens, nos tempos bíblicos, passando pelos primeiros contatos com os europeus no século XVIII, até o reino do Imperador Menelik II (1889 a 1913) e de sua vitória sobre a Itália na guerra de 1895 a 1896. O estudo observa que um dos principais resultados do tratado de paz de 1896 com a Itália foi “o reconhecimento, sem reservas, da independência absoluta do Império Etíope, como um Estado soberano e independente”. O livro discute a Igreja Etíope e suas relações com a Igreja Copta do Egito, bem como as minorias muçulmana, judia e animistas que vivem no país. A seção sobre economia enfatiza o baixo nível de produtividade agricultural e industrial, bem como o sistema feudal de propriedade de terras. O comércio exterior começava a crescer, com as principais exportações sendo grãos de café e pele de gado.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

H.M. Stationery Office, Londres

Idioma

Título no Idioma Original

Abyssinia

Tipo de Item

Descrição Física

115 páginas; 22 centímetros

Observações

  • Da série: Manuais da Paz

Coleção

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 21 de julho de 2014