Eslováquia

Descrição

Em preparação para a esperada conferência de paz após a Primeira Guerra Mundial, na primavera de 1917, o Ministério das Relações Exteriores britânico criou um departamento especial responsável pelo planejamento de informações de base que seriam usadas pelos delegados britânicos durante a conferência. Eslováquia é o Número 3 em uma série de mais de 160 estudos produzidos por este departamento, a maioria dos quais foi publicada após a conclusão da Conferência de Paz de Paris, em 1919. Nesta época, a Eslováquia fazia parte da Hungria, que por sua vez fazia parte do Império Austro-Húngaro. O livro inclui seções sobre geografia política e física, história política, condições sociais e políticas, e condições econômicas. Este calcula a população da Eslováquia em cerca de 3,5 milhões, dos quais cerca de metade era composta de pessoas de etnia eslovaca, 36% de húngaros e 6% de alemães. A seção econômica do estudo foca na riqueza mineral do país — principalmente minério de ferro e carvão, mas também ouro, prata e outros metais não ferrosos —, discutindo a necessidade de investimentos estrangeiros no setor de mineração. Nas observações finais, o estudo afirma que “o povo eslovaco tem estado em uma posição de estrangeiros, vivendo e trabalhando sob um governo ao qual durante muito tempo mostravam uma hostilidade passiva que, ultimamente, tem se tornado ativa”. Com a dissolução da Áustria-Hungria no final da Primeira Guerra Mundial, a Eslováquia foi separada da Hungria e se tornou parte do Estado recém-criado da Tchecoslováquia.

Data de Criação

Informação da Publicação

H.M. Stationery Office, Londres

Idioma

Título no Idioma Original

Slovakia

Tipo de Item

Descrição Física

3 placas, 51 páginas; 22 centímetros

Observações

  • Da série: Manuais da Paz

Coleção

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 21 de março de 2014