O Canal de Kiel e a Heligolândia

Descrição

Em preparação para a esperada conferência de paz após a Primeira Guerra Mundial, na primavera de 1917, o Ministério das Relações Exteriores britânico criou um departamento especial responsável pelo planejamento de informações de base que seriam usadas pelos delegados britânicos durante a conferência. O Canal de Kiel e a Heligolândia é o Número 41 em uma série de mais de 160 estudos produzidos por este departamento, a maioria dos quais foi publicada após a conclusão da Conferência de Paz de Paris, em 1919. A construção do Canal de Kiel, conectando o Mar do Norte ao Mar Báltico, foi uma das várias medidas tomadas pela Alemanha no final do século XIX para estender suas atividades comerciais e seu poderio naval. O Kaiser Guilherme I colocou a pedra basilar do canal no dia 3 de junho de 1887, e este foi aberto para o tráfego marítimo no dia 20 de junho de 1895. O canal reduziu bastante o tempo de viagem entre os portos marítimos de Wilhelmshaven e Kiel. O estudo inclui tabelas detalhadas sobre as características físicas do canal, incluindo largura, profundidade e o tamanho de suas comportas, além de informações sobre a tonelagem das cargas que atravessavam os canais e das taxas cobradas para diversos tipos de tráfego. A segunda parte do estudo lida com a ilha de Heligolândia, localizada no Mar do Norte, a cerca de 50 quilômetros da costa alemã. Anteriormente pertencente à Dinamarca, a ilha foi cedida ao Reino Unido em 1814. Ela foi transferida à Alemanha sob o Acordo Anglo-Alemão de 1890, no qual a Alemanha ganharia a ilha e em troca cederia o controle da colônia africana de Zanzibar ao Reino Unido. O livro inclui seções sobre a geografia política e física da ilha, sua história política, condições sociais e políticas, além de condições econômicas.

Data de Criação

Informação da Publicação

H.M. Stationery Office, Londres

Idioma

Título no Idioma Original

The Kiel Canal and Heligoland

Tipo de Item

Descrição Física

36 páginas: tabelas, diagramas; 22 centímetros

Observações

  • Da série: Manuais da Paz

Coleção

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 1º de julho de 2014