Alsácia-Lorena

Descrição

Em preparação para a esperada conferência de paz após a Primeira Guerra Mundial, na primavera de 1917, o Ministério das Relações Exteriores britânico criou um departamento especial responsável pelo planejamento de informações de base que seriam usadas pelos delegados britânicos durante a conferência. Alsácia-Lorena é o Número 30 em uma série de mais de 160 estudos produzidos por este departamento, a maioria dos quais foi publicada após a conclusão da Conferência de Paz de Paris, em 1919. Ao final da Guerra Franco-Prussiana em 1871, o recém-formado Império Alemão anexou quase toda a Alsácia e a porção nordeste da Lorena, da França. O ressentimento francês pela tomada alemã dos territórios governados pela França desde o século XVI foi uma das causas que contribuiu para a Primeira Guerra Mundial. O livro inclui seções sobre geografia física e política, história política, condições sociais e políticas, além de condições econômicas. Uma atenção considerável é dada à questão linguística. O estudo observa que, em 1870, o francês era a língua dominante na Lorena, enquanto 77% da população da Alsácia falava variantes do alemão. A política do Império Alemão era impor o uso da língua alemã. O povo da Alsácia-Lorena, observa o estudo, “encarou negativamente a separação da França e o fato de ter sido anexado à Alemanha, mas, acima de tudo, ressentiu-se de ser tratado como propriedade, como se sua opinião nada valesse”. O livro inclui várias tabelas estatísticas. O apêndice fornece o texto dos artigos constantes no tratado do dia 26 de fevereiro de 1871, por meio do qual ocorreu a transferência territorial, além de uma declaração dos representantes da Alsácia e da Lorena na Assembleia Nacional Francesa, protestando veementemente contra a transferência. O Tratado de Versalhes de 1919 forçou a Alemanha a retornar a Alsácia-Lorena à França.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

H.M. Stationery Office, Londres

Idioma

Título no Idioma Original

Alsace-Lorraine

Tipo de Item

Descrição Física

119 páginas; 22 centímetros

Observações

  • Da série: Manuais da Paz

Coleção

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 14 de novembro de 2017