As doze damas da retórica

Descrição

O manuscrito, intitulado Les douze dames de rhétorique (As doze damas da retórica) contém a correspondência literária entre Jean Robertet, secretário do duque João II de Bourbon, George Chastelain, historiógrafo de Philippe le Bon de Borgonha e Jean de Montferrant, conselheiro e tesoureiro na corte de Borgonha. Escritas por volta de 1464-1465, as 19 cartas em francês e latim referem-se à poesia. As cartas são acompanhadas de uma série de descrições em verso das doze companheiras da Dama Retórica. Apenas cinco cópias do texto, criadas imediatamente após a composição do original, foram preservadas, três das quais foram providas com iluminuras em Bruges. Este manuscrito, decorado com 15 miniaturas de meia página, estava em posse de Filipe de Cleves, que provavelmente recebeu como presente de seu pai. Algum tempo antes de 1777, o Príncipe-eleitor Karl Theodor do Palatinado-Sulzbach adquiriu o manuscrito e deu-lhe uma nova encadernação. Entre 1803 e 1804, uma parte da biblioteca dos eleitores do Palatinado, a Biblioteca Palatina em Mannheim, incluindo este precioso manuscrito, foi transferida para Munique. O manuscrito encontra-se atualmente preservado na Biblioteca Estatal da Baviera.

Data de Criação

Data do Assunto

Título no Idioma Original

Les douze dames de rhétorique

Lugar

Tipo de Item

Descrição Física

61 folhas, pergaminho: ilustrações; 31,3 x 22,8 centímetros

Observações

  • Código BSB: Cod.gall. 15

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 17 de outubro de 2017