Missal de Ratisbona

Descrição

Por razões estilísticas, as nove miniaturas neste missal retratando Jesus e sua mãe, a crucificação e Jesus levantando-se do túmulo, além de iniciais com vários gavinhas foram datadas de 1470 e atribuídas à escola do famoso pintor renascentista alemão Berthold Furtmeyr (ativo entre 1460-1501). Os fólios 325-336 incluem uma notação musical e o fólio 338 possui uma imagem de página inteira da crucificação. Furtmeyr e seus seguidores foram importantes contribuintes da antiga Escola de Iluminura de Ratisbona Artista de grande renome, Furtmeyr iluminou muitas obras impressionantes, incluindo este manuscrito, a Bíblia de Furtmeyr, o missal da festa de Salzburgo em cinco volumes (todas encontram-se atualmente na Biblioteca Estatal da Baviera, em Munique, Alemanha) e muitos outros trabalhos. O artista mostra o domínio da difícil tarefa de combinar com êxito imagens, ornamento e texto com grande autoridade. Furtmeyr é famoso por sua manipulação de cores, suas iluminuras brilhantes e a extrema diligência que marca seu trabalho. Embora ele ainda estivesse profundamente enraizado na Idade Média, o seu amor por cores, cenas noturnas e nus femininos marcam uma transição para o Renascimento. O missal foi transferido da Biblioteca da Cidade de Ratisbona (Regensburgo) para a Biblioteca Estatal da Baviera em 1812.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Missale secundum rubricam et breviarium Ratisbonense

Tipo de Item

Descrição Física

275 folhas, pergaminho: ilustrações; 38,5 x 29,5 centímetros

Observações

  • Código BSB: Clm 13022

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 17 de outubro de 2017