Missal de Ratisbona

Descrição

Por razões estilísticas, as nove miniaturas neste missal retratando Jesus e sua mãe, a crucificação e Jesus levantando-se do túmulo, além de iniciais com vários gavinhas foram datadas de 1470 e atribuídas à escola do famoso pintor renascentista alemão Berthold Furtmeyr (ativo entre 1460-1501). Os fólios 325-336 incluem uma notação musical e o fólio 338 possui uma imagem de página inteira da crucificação. Furtmeyr e seus seguidores foram importantes contribuintes da antiga Escola de Iluminura de Ratisbona Artista de grande renome, Furtmeyr iluminou muitas obras impressionantes, incluindo este manuscrito, a Bíblia de Furtmeyr, o missal da festa de Salzburgo em cinco volumes (todas encontram-se atualmente na Biblioteca Estatal da Baviera, em Munique, Alemanha) e muitos outros trabalhos. O artista mostra o domínio da difícil tarefa de combinar com êxito imagens, ornamento e texto com grande autoridade. Furtmeyr é famoso por sua manipulação de cores, suas iluminuras brilhantes e a extrema diligência que marca seu trabalho. Embora ele ainda estivesse profundamente enraizado na Idade Média, o seu amor por cores, cenas noturnas e nus femininos marcam uma transição para o Renascimento. O missal foi transferido da Biblioteca da Cidade de Ratisbona (Regensburgo) para a Biblioteca Estatal da Baviera em 1812.

Idioma

Título no Idioma Original

Missale secundum rubricam et breviarium Ratisbonense

Tipo de Item

Descrição Física

275 folhas, pergaminho: ilustrações; 38,5 x 29,5 centímetros

Observações

  • Código BSB: Clm 13022

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 28 de agosto de 2015