Quando as últimas estrelas começam a se apagar

Descrição

O manuscrito desta canção até então desconhecida de Franz Liszt (1811–1886), Wenn die letzten Sterne bleichen (Quando as últimas estrelas começam a se apagar), foi descoberto em 2007 dentre os papéis do conde Franz von Pocci (1807–1876) no departamento de manuscritos da Biblioteca Estatal da Baviera. Pocci, um caricaturista engenhoso, poeta, músico, compositor, fundador do Kasperltheater, jurista e mestre de cerimônias na era do rei Luís I da Baviera, conheceu Liszt em sua turnê pelo sul da Alemanha, em 1843. Em Munique, Liszt ficou no Hotel Bayerischer Hof, onde conheceu a romancista e escritora alemã Bettina von Arnim e suas filhas, Pocci e muitos outros participantes na vida cultural de Munique. Wenn die letzten Sterne bleichen é dedicada a Pocci, e parece ter sido escrita por Liszt em uma soirée musical de improviso no hotel e cantada pela primeira vez por Armgard von Arnim, que tinha uma adorável voz soprano e era admirada por Liszt. Pocci escreveu o poema para a música, que fala do breve momento entre a noite e o dia. O manuscrito da composição de 24 barras mostra a rapidez com que Liszt escreveu e corrigiu a música, omitindo elementos como claves, marcações dinâmicas, fraseado e articulação.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Wenn die letzten Sterne bleichen

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

4 páginas: 23,5 x 28,5 centímetros. manuscrito; voz e piano

Observações

  • Código BSB: Mus.ms. 23595

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 18 de outubro de 2012