O livro secreto de honras da família Fugger

Descrição

A história da família Fugger pode ser vista como uma história de sucesso sem precedentes na Renascença alemã. Começando como tecelões na segunda metade do século XIV, a família evoluiu rapidamente para comerciantes, bancários e nobres de sucesso, culminando em Jakob Fugger, o Rico, (1459–1525) e Anton Fugger (1493–1560). Considera-se que tenham sido as pessoas mais ricas de seu tempo, ainda que os negócios da família estivessem quase falidos devido a empréstimos aos Habsburgos na década de 1560. A dinastia Fugger ainda existe hoje como uma família nobre na Alemanha. Por volta de 1545, Johann Jakob Fugger (1516–1575) encomendou este manuscrito detalhando a genealogia de sua família até sua época. As pesquisas genealógicas e a condensação do texto foram realizadas pelo oficial de justiça, arquivista e empreendedor Clemens Jäger (por volta de 1500–1560). A iluminura do manuscrito, incluindo retratos luxuosos de membros da família, emblemas heráldicos e motivos de fronteira muito detalhados, foi executada na principal oficina de Augsburgo de Jörg Breu, o Jovem, (cerca de 1510-1547) e terminou por volta de 1548. Ao contrário do resto da biblioteca de Johann Jakob Fugger, que foi vendida ao duque Albrecht IV da Baviera em 1571, o manuscrito foi mantido na família por séculos e foi até atualizado durante o século XVIII. Somente em 2009 a família Fugger vendeu-o à Biblioteca Estatal da Baviera. A aquisição foi possível graças ao generoso suporte financeiro da Ernst-von-Siemens Kunststiftung.

Informação da Publicação

Augsburgo, Alemanha

Idioma

Título no Idioma Original

Das Geheime Ehrenbuch der Fugger

Tipo de Item

Descrição Física

262 folhas, papel: 49,5 x 35 centímetros

Observações

  • Código BSB: Cgm 9460

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 28 de agosto de 2015