Philippeville, Argélia

Descrição

Esta impressão fotocrômica do porto de Philippeville (atual Skikda), Argélia, é parte das “Imagens de pessoas e lugares na Argélia”, do catálogo da Detroit Publishing Company (1905). A cidade foi descrita na edição de 1911 de O Mediterrâneo, portos e rotas marítimas: guia para viajantes como “o mais novo dentre os portos argelinos”. Ela foi fundada pelo Marechal da França Conde Sylvain Charles Valée para servir como porto para Constantina (atual Qacentina) após as forças francesas lideradas por Valée conquistarem a cidade em 1837. O porto se tornou, juntamente com Bona (atual Annaba), a principal saída para a produção da província. Construída sobre as ruínas de vilas fenícias e romanas anteriores, Philippeville também foi o local das ruínas do maior teatro romano na Argélia, “erguido sob o imperador Adriano”, além de abrigar um museu cujas “coleções incluem algumas valorosas antiguidades romanas”.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Detroit Photographic Company, Detroit, Michigan

Título no Idioma Original

Philippeville, Algeria

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotomecânica: fotocromo, colorido

Observações

  • A Companhia Fotográfica de Detroit foi lançada como uma editora de fotografia na década de 1890 pelo empresário e editor de Detroit William A. Livingstone, Jr., e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram o direito exclusivo de usar o "Fotochromo", o processo suíço de conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas, e imprimi-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa tornou-se a Detroit Publishing Company em 1905.
  • Impressão n° "6210".

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 4 de setembro de 2013