O rio, El Cantara, Argélia

Descrição

Esta imagem fotocromática de El Kantara, na Argélia, faz parte de "Imagens das pessoas e lugares na Argélia" do catálogo da empresa Detroit Photographic Company (1905). Ela representa o rio à meia estação, não exatamente um uádi seco, tampouco ainda com a torrente que esculpiu a ravina. A cidade foi descrita na edição de 1911 de O Mediterrâneo, portos e rotas marítimas: guia para viajantes, de Baedeker, como “uma das mais importantes estações de caravanas no leste da Argélia”, um local que devia sua importância e fama ao Oued el-Kantara, chamado pelos nativos de Fumm es-Sahara (‘Boca do Deserto’)”. A ravina mostrada na fotografia “emerge subitamente de uma região alpina selvagem, flanqueada pelas rochas de calcário vermelho de Jebel Gaous e Jebel Essor, passando por um oásis de palmeiras altamente pitoresco e seguindo rapidamente rumo ao Saara”.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Detroit Photographic Company, Detroit, Michigan

Título no Idioma Original

The River, El Cantara, Algeria

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotomecânica: fotocromo, colorido

Observações

  • A Companhia Fotográfica de Detroit foi lançada como uma editora de fotografia na década de 1890 pelo empresário e editor de Detroit William A. Livingstone, Jr., e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram o direito exclusivo de usar o "Fotochromo", o processo suíço de conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas, e imprimi-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa tornou-se a Detroit Publishing Company em 1905.
  • Impressão n° "6237".

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 4 de setembro de 2013