Escola de bordado árabe Luce Ben Aben II, Argel, Argélia

Descrição

Esta impressão fotocrômica do interior de uma escola de bordado em Argel é parte das “Imagens de pessoas e lugares na Argélia”, do catálogo da Detroit Publishing Company (1905). Em 1845, a francesa Eugénie Luce (1804 a 1882) abriu uma escola para garotas muçulmanas em Argel que tinha como objetivo educar as jovens locais nos moldes europeus. Ela incluiu o ensino de bordado no currículo, assim como francês e outras disciplinas. Em 1861, a administração franco-argelina retirou o financiamento da escola. A ênfase da escola passou então de educação geral para bordado e treinamento para o comércio. O artesanato tradicional feminino na Argélia, assim como a tecelagem, o bordado e a fabricação de tapetes, havia sofrido com a concorrência dos produtos importados feitos à máquina; a Escola Luce Ben Aben buscou trabalhar contra os efeitos dessa tendência. Em 1880, a neta de Madame Luce, Madame Ben-Aben, dirigia a escola.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Detroit Photographic Company, Detroit, Michigan

Título no Idioma Original

Luce Ben Aben, School of Arab Embroidery, Algiers, Algeria

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotomecânica: fotocromo, colorido

Observações

  • A Companhia Fotográfica de Detroit foi lançada como uma editora de fotografia na década de 1890 pelo empresário e editor de Detroit William A. Livingstone, Jr., e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram o direito exclusivo de usar o "Fotochromo", o processo suíço de conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas, e imprimi-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa tornou-se a Detroit Publishing Company em 1905.
  • Impressão n° "16426".

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 13 de agosto de 2014