Escola de bordado árabe Luce Ben Aben I, Argel, Argélia

Descrição

Esta impressão fotocrômica do interior de uma escola de bordado em Argel é parte das “Imagens de pessoas e lugares na Argélia”, do catálogo da Detroit Publishing Company (1905). Em 1845, a francesa Eugénie Luce (1804 a 1882) abriu uma escola para garotas muçulmanas em Argel que tinha como objetivo educar as jovens locais nos moldes europeus. Ela incluiu o ensino de bordado no currículo, assim como francês e outras disciplinas. Em 1861, a administração franco-argelina retirou o financiamento da escola. A ênfase da escola passou então de educação geral para bordado e treinamento para o comércio. O artesanato tradicional feminino na Argélia, assim como a tecelagem, o bordado e a fabricação de tapetes, havia sofrido com a concorrência dos produtos importados feitos à máquina; a Escola Luce Ben Aben buscou trabalhar contra os efeitos dessa tendência. Em 1880, a neta de Madame Luce, Madame Ben-Aben, dirigia a escola.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Detroit Photographic Company, Detroit, Michigan

Título no Idioma Original

Arab School of Embroidery, Algiers, Algeria

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotomecânica: fotocromo, colorido

Observações

  • A Companhia Fotográfica de Detroit foi lançada como uma editora de fotografia na década de 1890 pelo empresário e editor de Detroit William A. Livingstone, Jr., e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram o direito exclusivo de usar o "Fotochromo", o processo suíço de conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas, e imprimi-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa tornou-se a Detroit Publishing Company em 1905.
  • Impressão n° "6288".

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 13 de agosto de 2014