O bosque sagrado, Blida, Argélia

Descrição

Esta imagem fotocromática de Blida, na Argélia, é parte de “Imagens de pessoas e lugares na Argélia” do catálogo da empresa Detroit Photographic Company (1905). De acordo com a edição de 1911 de O Mediterrâneo, portos e rotas marítimas: guia para viajantes, de Baedeker, a vila era “uma das vilas provincianas mais agradáveis da Argélia, com uma forte guarnição... charmosamente situada na base norte do Atlas do Tell, na margem direita do Oued el-Kebir”. Blida era um posto militar romano, mas a vila “supostamente foi fundada pelos mouros andaluzes em 1535; em 1825, ela foi destruída por um terremoto, foi reconstruída a partir de 1838, mas em 1867 foi novamente danificada por um terremoto”. É mostrado aqui o “famoso Bois Sacré [bosque sagrado], onde duas tumbas pitorescas de santos se situam à sombra de soberbos grupos de pinheiros-de-alepo, araucárias e oliveiras”.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Detroit Photographic Company, Detroit, Michigan

Título no Idioma Original

The Sacred Wood, Blidah, Algeria

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotomecânica: fotocromo, colorido

Observações

  • A Companhia Fotográfica de Detroit foi lançada como uma editora de fotografia na década de 1890 pelo empresário e editor de Detroit William A. Livingstone, Jr., e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram o direito exclusivo de usar o "Fotochromo", o processo suíço de conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas, e imprimi-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa tornou-se a Detroit Publishing Company em 1905.
  • Impressão n° "6242".

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 13 de agosto de 2014