O almirantado, Argel, Argélia

Descrição

Esta impressão fotocrômica do almirantado no porto de Argel é parte das “Imagens de pessoas e lugares na Argélia”, do catálogo da Detroit Publishing Company (1905). O porto espanhol original foi destruído e reconstruído por Kheireddin Barbarossa (entre 1478 e 1546, aproximadamente), um pirata greco-turco, almirante otomano e pachá dos argelinos. Os franceses expandiram muito o porto e ocuparam o Palais de l'Amirauté (Palácio do Almirantado) neomourisco. De acordo com a edição de 1911 de O Mediterrâneo, portos e rotas marítimas: guia para viajantes, de Baedeker, “era possível atravessar a Rampe de l'Amirauté, no antigo Pier de Kheireddin. Este pier ou cais, o mais antigo de todos, conecta o antigo Porte de France, em terra firme (que antes havia sido a saída turca para o mar), com o que antes era a ilha de Peñón, agora chamada Presqu'île de l'Amirauté.”

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Detroit Photographic Company, Detroit, Michigan

Título no Idioma Original

The Admiralty, Algiers, Algeria

Tipo de Item

Descrição Física

1 impressão fotomecânica: fotocromo, colorido

Observações

  • A Companhia Fotográfica de Detroit foi lançada como uma editora de fotografia na década de 1890 pelo empresário e editor de Detroit William A. Livingstone, Jr., e pelo fotógrafo e editor de fotografia Edwin H. Husher. Eles obtiveram o direito exclusivo de usar o "Fotochromo", o processo suíço de conversão de fotografias em preto-e-branco em imagens coloridas, e imprimi-las por fotolitografia. Este processo inovador foi aplicado na produção em massa de cartões postais coloridos, gravuras e álbuns para venda ao mercado americano. A empresa tornou-se a Detroit Publishing Company em 1905.
  • Impressão n° "6222".

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 13 de agosto de 2014