Os langos: uma tribo nilótica de Uganda

Descrição

Este estudo de 1923 sobre o povo lango do centro-norte da Uganda narra as origens e a história do grupo, que possuía uma forma de governo baseada em chefes de pequenos clãs, em vez de um rei ou chefe superior, antes da chegada do domínio britânico. Jack Herbert Driberg (1888-1946) foi um oficial britânico a serviço do Protetorado de Uganda em 1912-1921 e viveu e trabalhou entre os langos, de quem tinha simpatia e admiração. Ele descreve a etnologia da nação lango, seu ambiente, incluindo a fauna e o clima e as características geográficas do território lango. Este último inclui o rio Moroto, que abriga várias espécies de crocodilos-anões que podiam chegar a quase um metro de comprimento. Driberg também traça as características físicas e psicológicas dos langos. Ele fornece um registro detalhado da vida na aldeia e de suas armas e acessórios, produtos manufaturados, pecuária, agricultura, alimentação, guerra, caça, instrumentos musicais, danças e jogos. Um capítulo sobre a organização social reflete sobre as tradições do nascimento, os nomes dados aos recém-nascidos, as cerimônias de casamento e enterro, a organização política e a herança. A religião, a magia e a feitiçaria dos langos também são discutidas. O estudo contém ainda uma análise de Driberg sobre a língua luo do povo lango e seu dicionário lango-inglês. O livro conclui com uma série de fábulas lango.

Data de Criação

Informação da Publicação

T. Fisher Unwin Ltd., Londres

Título no Idioma Original

The Lango: A Nilotic Tribe of Uganda

Tipo de Item

Descrição Física

468 páginas: frontispício (retrato), placas, mapa dobrado, ilustrações ; 26 centímetros

Observações

  • Da Sociedade de Uganda. Digitalizado na Biblioteca Nacional de Uganda com o apoio da Corporação Carnegie de Nova Iorque.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 3 de março de 2015