Max e Moritz: Uma história de meninos mal comportados em sete travessuras

Descrição

Max e Moritz, uma história com desenhos sobre dois meninos travessos, é um dos livros infantis alemães mais populares. A primeira edição saiu no final de outubro de 1865 com uma tiragem de 4.000 exemplares. O autor, Wilhelm Busch (1832–1908), tinha a intenção de ter seu conto publicado no Fliegende Blätter, na época um jornal satírico semanal de sucesso, mas o editor Kaspar Braun incluiu o título no catálogo de livros infantis da empresa de Braun & Schneider. A história cômica é contada em verso rimado e dividida em sete “travessuras”: “Erster Streich” (Primeira travessura), da segunda até a sexta travessura e “Letzter Streich” (Travessura final). A obra é ilustrada com gravações de madeira que também são de Busch e estêncil colorido à mão. Quando Busch morreu em 1908, Max e Moritz estava em sua 56ª edição. A popularidade do livro se espalhou para além do universo da língua alemã e os versos de Busch foram traduzidos para o inglês, o francês, o italiano, o russo, o hebraico, o japonês e outras línguas. O Katzenjammer Kids, uma história em quadrinhos americana criada pelo imigrante alemão Rudolph Dirks (1877–1968), foi inspirada em Max e Moritz, tornando-se uma antecessora das primeiras tiras em quadrinhos.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Braun & Schneider, Munique

Idioma

Título no Idioma Original

Max und Moritz: eine Bubengeschichte in sieben Streichen

Tipo de Item

Descrição Física

53 páginas

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 9 de abril de 2015