Oratório de Natal

Descrição

Johann Sebastian Bach (1685–1750) compôs seis cantatas para as festividades de Natal de 1734, para serem apresentadas uma em cada um dos dias de festa individuais durante as missas das principais igrejas de Leipzig, São Tomás e São Nicolau. O funcionamento da narrativa do Evangelho, bem como as tonalidades nas quais as declarações do enquadramento musical foram compostas, dão às cantatas o caráter de um ciclo independente. Para a maioria das árias e coros, Bach acrescentou novo texto à música derivado de suas composições anteriores, mais precisamente a partir de duas cantatas de louvor escritas para a corte da Saxônia, em 1733. Em algumas partes do coro de abertura, "Jauchzet, frohlocket," Bach também havia transportado inicialmente o texto do original "Tonet, ihr Pauken" porém, mais tarde, o riscou e substituiu por texto religioso. Das seis seções do oratório, a parte um, que celebra o nascimento de Cristo, começa com a cantata “Jauchzet, frohlocket, auf, preiset die Tage”; a parte dois, que descreve a anunciação aos pastores, tem como abertura a cantata “Und es waren Hirten in derselben Gegend auf dem Felde”; a parte três, que relata a adoração dos pastores, começa com “Herrscher des Himmels, erhöre das Lallen”; a parte quatro, comemorando a circuncisão e a nominação de Jesus, começa com “Fallt mit Danken, fallt mit Loben”; a parte cinco, que narra a jornada dos Reis Magos, começa com “Ehre sei dir, Gott, gesungen” e a parte seis, que descreve a adoração dos Reis Magos, abre com “Herr, wenn die stolzen Feinde schnauben”. Os instrumentos utilizados incluem: trompetes, timpani, flautas transversais, oboés, oboés d'amore, violinos, viola, baixo contínuo, oboés da caccia, flautas e trompas. Há quatro partes vocais (soprano, alto, tenor e baixo). Na imagem vê-se a cópia autografada da partitura de Bach.

Última Atualização: 9 de julho de 2015