Rubaiyat de Omar Khayyam

Descrição

Ghiyath al-Din Abu'l-Fath Umar ibn Ibrahim al-Nisaburi al-Khayyami, mais conhecido como Omar Khayyam (1048-1131 d.C.), foi um matemático, astrônomo, filósofo e poeta muçulmano persa, cujos interesses também incluíam a música, a mecânica e a geografia. Ele nasceu e morreu em Nishapur, Irã, onde lecionou as teorias filosóficas de Ibn Sina (também conhecido como Avicena, 980-1037), entre outras disciplinas. Apesar de Khayyam ser conhecido principalmente como poeta pelas gerações posteriores, suas obras sobre álgebra, matemática e reforma do calendário foram de grande importância. Khayyam é conhecido por seus rubaiyat (quartetos), que são estrofes de duas linhas formadas por duas partes. O termo “rubaiyat” é derivado da raiz árabe da palavra “quatro”. Aqui é mostrada uma coleção de quartetos de Khayyam, a interpretação da qual tem sido uma questão controversa. Enquanto alguns vêem a obra como um chamado para desfrutar e celebrar a vida, outros a consideram em um contexto místico. Outros ainda afirmam que reforça o pessimismo e o niilismo. Essas interpretações foram muito influenciadas pelas diferentes traduções da coleção. O número exato de quartetos de Khayyam é desconhecido, já que muitos podem ter sido adicionados à coleção original por poetas de uma geração posterior. Ainda assim, entre 1.200 e 2.000 quartetos foram atribuídos a Omar Khayyam.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Tipografia Al-Maarifa, Cairo

Idioma

Título no Idioma Original

رباعيات عمر الخيام

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

144 páginas

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 11 de maio de 2015