A grande coleção de tratados de Sheikh Ibn Sina

Descrição

Al Hussein ibn Abdullah Ibn Sina (também conhecido pela versão latinizada de seu nome, Avicena, 980–1037 d.C.; 370–428 a.H.) foi um polímata muçulmano persa e acima de tudo um médico e um filósofo em sua época. Em sua Introdução à história da ciência, o eminente historiador da ciência George Sarton (1884-1956) descreveu Ibn Sina como “um dos maiores expoentes do universalismo muçulmano e uma eminente figura na cultura islâmica”, observando que “durante mil anos tem conservado sua reputação original como um dos maiores pensadores e pesquisadores de medicina da história”. Acredita-se que ibn Sina tenha escrito cerca de 450 livros e tratados sobre uma ampla gama de assuntos, mas apenas cerca de 240 títulos de suas obras sobreviveram. Desses, 150 tratados são focados na filosofia, enquanto que os outros 40 na medicina. Duas de suas obras mais famosas são Kitab ash-Shifa (O livro da cura), uma grande enciclopédia filosófica e científica, e Al-Qanun fi'l-Tibb (O cânone da medicina), que é considerada uma das pedras angulares na história da medicina. Majmoo'a rasaa'il al-sheikh al-raiis abi Ali al-Hussein ibn Abdallah ibn Sina al-Bukhari (A grande coleção de tratados de Sheikh Ibn Sina) é uma coleção de alguns dos seus escritos.

Data de Criação

Informação da Publicação

Conselho da Imprensa da Enciclopédia Otomana, Haydarabad Al-Dakan

Idioma

Título no Idioma Original

مجموع رسائل الشيخ الرئيس ابى على الحسين بن عبد الله بن سينا البخارى.

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

94 páginas

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 12 de agosto de 2016