Um estudo crítico sobre o que a Índia diz, aceito pela razão ou refutado por ela

Descrição

Abu al-Rayhan al-Biruni (também conhecido pela versão latinizada do seu nome, Alberonius, 973–1048 d.C.; 363–440 a.H.) foi um polímata muçulmano do século XI, cujas obras e interesses acadêmicos abrangiam as ciências físicas e naturais, a matemática, a astronomia, a geografia, a história, a cronologia e a linguística. Al-Biruni nasceu em Kath, Corásmia, no atual Uzbequistão, e morreu em Gazni, no que é hoje o centro-leste do Afeganistão. Ele escreveu mais de 120 obras e é considerado o fundador da indologia por sua descrição detalhada da Índia do século XI. A cratera Al-Biruni na lua foi assim nomeada em homenagem a ele. Tahqig ma lilhind min maqoolah maqboolah lilaql aw marthoolah (literalmente, Um estudo crítico sobre o que a Índia diz, aceito pela razão ou refutado por ela, mas também conhecido como Indica) é uma visão crítica, sincera e concisa sobre a cultura indiana e o hinduísmo. Ela surgiu depois da viagem de al-Biruni à Índia como um astrólogo da corte na expedição do sultão Mahmud de Ghazni (morto em 1030 d.C.), e após ter estudado com sábios indianos e coletado livros indianos.

Data de Criação

Informação da Publicação

Conselho de Imprensa da Enciclopédia Otomana, Hyderabad

Idioma

Título no Idioma Original

كتاب البيرونى فى تحقيق ما للهند من مقولة مقبولة فى العقل او مرذولة

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 12 de agosto de 2016