A autoridade de discriminar homens eruditos

Descrição

Abd ul-Nabi ibn Saad al-Jazaairi (morto por volta de 1610 d.C., 1021 a.H.) foi um biógrafo, clérigo e jurista xiita. Hawi al-Aqwal fi maarifat al-rijal (A autoridade de discriminar homens eruditos) é sua antologia de biografias de estudiosos xiitas e outras figuras, em quatro volumes, que comunicou o hadith, ditos atribuídos ao profeta Maomé, transmitidos de boca em boca. A fim de verificar a credibilidade de qualquer hadith, a confiabilidade de cada link (pessoa) na cadeia da narração tinha que ser verificada. Consequentemente, este trabalho divide os narradores discutidos em quatro categorias: “confiável,” “estudioso,” “justo” e “fraco”. O volume é o primeiro em seu gênero de um biógrafo xiita a usar esse método; antologias biográficas anteriores em grande parte ou não eram classificadas ou eram divididas em duas categorias apenas. As categorias também compõem os capítulos da obra, que estão organizados em ordem alfabética. Os comprimentos da entrada variam, com algumas tão curtas quanto uma frase simples. Alguns estudiosos xiitas acusaram al-Jazaairi de ter opiniões rígidas e de ser rápido na crítica, comparando-o a Ibn al-Ghadhaairi (morto por volta de 1050 d.C.), um biógrafo xiita anterior, que era visto como muito crítico de nomes considerados como confiáveis. Al-Jazaairi, por exemplo, classificou como "fraco" Di'abil al-Khuza'ai, que é considerado por muitos como o poeta não oficial do Aal al-Bayt, a extensa família do profeta Maomé. Entre os outros nomes que al-Jazaairi criticou estavam Saleem Ibn Qais e Jabir al-Jaafi.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Fundação Hidaya para o Renascimento do Patrimônio, Qom

Idioma

Título no Idioma Original

حاوى الاقوال فى معرفة الرجال

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

4 volumes

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 12 de agosto de 2016