Obras de ciências médicas

Descrição

Opera medicinalia (Obras de ciências médicas) é uma coleção de tratados farmacológicos de diversos autores. A obra principal, Canones (Cânones), foi atribuída a um médico árabe do século XI e foi publicada mais tarde na Europa sob o nome de Johannese Mesue de Damasco. Também conhecido como Mesue, o Jovem, Pseudo-Mesue e Yahya Ibn Masawayh, ele era um cristão monofisista que morreu no Cairo em 1015, e que é conhecido por ter escrito obras farmacológicas. A primeira parte deste livro, Canones universalis (Cânones universais), discorre sobre regimes de tratamento. A segunda parte, De simplicibus (Sobre medicamentos simples), trata das propriedades de várias drogas. O livro também inclui obras de diversos autores dos séculos XII-XIV, como Petrus de Abano, Nicolaus Salernitanus e Mondino dei Luzzi. Canones foi um influente texto médico, usado na Europa até o século XVII. Esta edição foi impressa em Veneza, em 1495, por Bonetus Locatellus, um sacerdote de Bérgamo, Itália, para o editor Octavianus Scotus. Locatellus e Scotus formaram uma importante parceria na indústria de impressão de Veneza nas últimas duas décadas de 1400.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Bonetus Locatellus, para Octavianus Scotus, Veneza

Idioma

Título no Idioma Original

Opera medicinalia

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

332 páginas, 32 centímetros Encadernado em couro de porco, estampado com flores-de-lis em filés ovais e pergaminhos com a palavra MARIA gravadas; grampos, restaurado; nome do autor em marrom nas bordas superiores.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 4 de janeiro de 2016