Capítulo nove do livro de medicina dedicado a Mansur, com o comentário de Silanus de Nigris

Descrição

Abu Bakr Muhammad Ibn Zakariya al-Razi (também conhecido pela versão latinizada do seu nome, Rhazes ou Rasis, 865–925 d.C.) foi um polímata, médico e filósofo persa. Ele nasceu em Rey, ao sul da atual Teerã, no Irã. Depois de estudar filosofia, com cerca de 30 anos de idade, começou a estudar medicina sob a supervisão de Abu Al-Hassan al-Tabari. Ele se tornou chefe de um hospital em Rey e, mais tarde, liderou um hospital em Bagdá. Al-Razi era conhecido nos campos da medicina e da química, os quais ele combinou para prescrever medicamentos para inúmeras doenças. Autor de 200 livros e comentários em diversas áreas do conhecimento, al-Razi foi o primeiro a usar fios cirúrgicos e escreveu um importante tratado sobre a varíola e o sarampo. O Kitab al-Mansouri (Livro de medicina dedicado a Mansur) de Al-Razi é um livro de texto curto de medicina geral em dez capítulos, que foi traduzido para o latim e se tornou um dos manuais médicos medievais mais lidos na Europa. O nono capítulo, sobre terapêutica, foi muitas vezes circulado separadamente com o título de Liber nonus ad Almansorem (Capítulo nove do livro de medicina dedicado a Mansur). Inúmeras edições do livro foram impressas na Europa renascentista, com comentários de médicos proeminentes da época. Esta edição de 1483 foi impressa em Veneza por Bernardus Stagninus (prosperou por volta de1483–1536). Ela inclui um comentário de Silanus de Nigris e um ensaio de Petrus de Tussignano (Pietro da Tossignano), médicos eminentes que estavam ativos por volta de 1400.

Última Atualização: 4 de janeiro de 2016