Os escritos de Lope de Vega: códice Daza

Descrição

Félix Arturo Lope de Vega (1562-1635) foi um dramaturgo e poeta durante Século de Ouro literário da Espanha e conhecido por sua produção prodigiosa. Ele escreveu cerca de 3.000 sonetos, três romances, quatro novelas, nove poemas épicos e cerca de 1.800 peças. Este manuscrito, conhecido como códice Daza, é um rascunho assinado, escrito por Lope entre 1631 e 1634, próximo ao final da sua vida. Não é um livro em si, mas cartapacio misceláneo (anotações diversas) que pertenceu ao duque de Sessa, patrono de Lope e primeiro colecionador. As últimas 96 páginas estão encadernadas de cabeça para baixo. A encadernação contemporânea, em pergaminho, apresenta na capa, como um título, a seguinte nota à tinta: "Aqui estão as éclogas", indicando o conteúdo, que são principalmente poemas sobre temas pastorais, embora algumas prosas também estejam incluídas. As anotações incluem tanto trabalhos inéditos como também fragmentos de várias obras conhecidas. Estas últimas incluem La Dorotea (principal obra em prosa de Lope, um amplo diálogo que ele preferia chamar de ,"ação em prosa", publicado em 1632), e "Amarilis, huerto desecho" (Amarilis, horta abandonada). As obras estão intercaladas no manuscrito, indicando o método de Lope de criar várias peças ao mesmo tempo.

Idioma

Título no Idioma Original

Obras de Lope de Vega

Lugar

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

Várias paginações de diferentes épocas em tinta vermelha e azul.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 3 de outubro de 2014