O livro sobre geometria, prática e padrões

Descrição

Esta obra impressa em formato de paisagem é o primeiro tratado sobre alfaiataria publicado na Espanha. Ele abriu caminho para outras obras semelhantes do final do século XVI e início do século XVII. O autor foi Juan de Alcega, um alfaiate de profissão, nascido em Guipúscoa, na região basca do norte da Espanha. Em sua dedicação, a um teólogo chamado Tejada, ele descreve "esta, minha pequena obra, algo totalmente novo, nunca visto até então em nossa Espanha". A utilidade da obra foi confirmada por Hernan Gutierrez, alfaiate da princesa de Portugal, e Juan Lopez de Burgette, alfaiate do duque de Alba, que, em 21 de agosto de 1579, após examinar a obra e o conhecimento do autor, concluiu que "este livro é muito bom, útil e benéfico para toda a república" e recomendou que o autor recebesse uma licença para que a obra pudesse ser impressa e vendida a um preço justo. A licença foi concedida pelo rei em 13 de setembro de 1579 e o livro foi impresso em Madri em 1580. A obra de Alcega é estruturada em três partes, através das quais ele pretende passar seu conhecimento, embora, como ele informa ao leitor no prefácio, várias vezes esteve prestes a desistir, ou "porque eu considerei demais os custos e os diversos padrões que eram necessários" ou porque "havia muitas contradições e disputas a enfrentar no Conselho Real para imprimir este livro". A primeira parte explica a origem da "vara para medir que usamos nestes reinos de Castela", que é dividida em "décimo segundo, oitavo, sexto, quarto, terceiro e metade de uma vara". Em seguida, ele menciona como se reduz a medida do tecido de "duas varas de largura" para qualquer outro tamanho. Usando frações, Alcega dedica 22 capítulos a este tema, de modo que qualquer um pode pedir corretamente o traje, a seda ou outro tecido necessário para confeccionar roupas masculinas e femininas sem qualquer desperdício ou falta de pano. Na segunda parte, Alcega apresenta 135 traças (padrões) usados para fazer roupas para homens, mulheres, sacerdotes, comandantes de ordens militares, trajes para combates e jogos de lança e até mesmo para bandeiras de guerra. A qualidade dos desenhos é digna de nota e contrasta com o descaso visto na redação dos textos explicativos que acompanham. Na terceira parte, Alcega especifica a quantidade de tecido necessária para produzir cada item do vestuário, utilizando tabelas que combinam três possíveis comprimentos dos itens e 14 possíveis larguras de tecidos que podem ser usados.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Guillermo Drouy, Madri

Idioma

Título no Idioma Original

Libro de geometria, practica y traça

Lugar

Tipo de Item

Descrição Física

2 páginas não numeradas, 102 páginas numeradas, 8 páginas não numeradas. Xilogravuras de figuras intercaladas e cortes no texto

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 3 de outubro de 2014