Amadis de Gaula

Descrição

Amadís de Gaula (Amadis de Gaula) é um famoso romance de cavalaria em prosa, o primeiro composto na Espanha ou em Portugal e muito provavelmente com base em fontes francesas. Uma versão anterior da obra provavelmente existiu no final do século XIII ou no início do século XIV. Uma versão em três livros, dos quais pequenos fragmentos ainda existem, pode ser datada por volta de 1420. Garci Rodriguez de Montalvo, governador de Medina del Campo, retrabalhou a versão, acrescentou um quarto livro e continuou com um quinto, intitulado Las sergas de Esplandián (As façanhas de Esplandião). O trabalho manteve-se popular durante o Século de Ouro espanhol na Europa e na América, com 19 edições em espanhol publicadas no século XVI. A edição mostrada aqui foi impressa por Juan Cromberger, que contribuiu para a introdução da tipografia nas Américas na década de 1530. A família Cromberger de Sevilha era especializada em impressão de livros de cavalaria, que foram em geral caracterizados por serem produzidos em tamanho fólio, com tipos de letra gótica, em duas colunas, com uma gravura do herói a cavalo na capa e xilogravuras menores em cada capítulo. As edições Cromberger definiram o tom das futuras impressões e foram imitadas até meados do século XVI.

Data de Criação

Informação da Publicação

Juan Cromberger, Sevilha

Idioma

Título no Idioma Original

Los qtro libros de Amadis de gaula nueuamete imprsos [et] hystoriados e Seuilla

Lugar

Tipo de Item

Descrição Física

297 folhas

Observações

  • Texto em duas cores. Capa gravada com xilogravuras representando Amadis. Xilogravuras intercaladas no texto. Vinheta em xilogravura de página inteira no início do quarto livro.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 29 de setembro de 2014