Os cânticos de Santa Maria

Descrição

Existem quatro manuscritos dos Cânticos de Santa Maria (Os cânticos de Santa Maria): este exemplar da Biblioteca Nacional da Espanha, que anteriormente pertencia à Biblioteca Capitular de Toledo, dois exemplares no Escorial e um em Florença, semelhante ao exemplar de Toledo, mas, infelizmente, faltando parte do conteúdo. Escritos durante o governo de Afonso X, rei de Castela e Leão (também conhecido como Alfonso el Sabio, Afonso, o Sábio), os cânticos são uma coleção de canções monódicas, no idioma galego e notação mensural, em honra à Virgem Maria. As cançoes, que normalmente eram cantadas nas festas da igreja, proclamam as virtudes de Maria e recontam os milagres realizados por sua intervenção. As narrativas são baseadas em fatos relacionados com Afonso, o Sábio e sua família, bem como em lendas locais e anedotas. Gosto popular, simplicidade e expressionismo são as características essenciais das canções. Os últimos estudos mostraram que o manuscrito da biblioteca nacional é uma cópia da versão de Toledo que foi produzida no final do século XIII ou no início do século XIV. A notação foi modernizada e representa um estágio mais avançado de notação musical produzida por copistas mais qualificados que o sistema utilizado nos códices do Escorial. O manuscrito contém 122 cânticos, mas não miniaturas.

Idioma

Título no Idioma Original

Cantigas de Santa María

Lugar

Tipo de Item

Descrição Física

160 folhas (2 coloridas, 27 linhas). Pergaminho, 32 x 22 centímetros. Capitulares e letras iniciais em azul e vermelho, decoradas com detalhes. Títulos e epígrafes em vermelho

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 28 de janeiro de 2015