Os cânticos de Santa Maria

Descrição

Existem quatro manuscritos dos Cânticos de Santa Maria (Os cânticos de Santa Maria): este exemplar da Biblioteca Nacional da Espanha, que anteriormente pertencia à Biblioteca Capitular de Toledo, dois exemplares no Escorial e um em Florença, semelhante ao exemplar de Toledo, mas, infelizmente, faltando parte do conteúdo. Escritos durante o governo de Afonso X, rei de Castela e Leão (também conhecido como Alfonso el Sabio, Afonso, o Sábio), os cânticos são uma coleção de canções monódicas, no idioma galego e notação mensural, em honra à Virgem Maria. As cançoes, que normalmente eram cantadas nas festas da igreja, proclamam as virtudes de Maria e recontam os milagres realizados por sua intervenção. As narrativas são baseadas em fatos relacionados com Afonso, o Sábio e sua família, bem como em lendas locais e anedotas. Gosto popular, simplicidade e expressionismo são as características essenciais das canções. Os últimos estudos mostraram que o manuscrito da biblioteca nacional é uma cópia da versão de Toledo que foi produzida no final do século XIII ou no início do século XIV. A notação foi modernizada e representa um estágio mais avançado de notação musical produzida por copistas mais qualificados que o sistema utilizado nos códices do Escorial. O manuscrito contém 122 cânticos, mas não miniaturas.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Cantigas de Santa María

Lugar

Tipo de Item

Descrição Física

160 folhas (2 coloridas, 27 linhas). Pergaminho, 32 x 22 centímetros. Capitulares e letras iniciais em azul e vermelho, decoradas com detalhes. Títulos e epígrafes em vermelho

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 28 de janeiro de 2015