O engenhoso cavalheiro D. Quixote de La Mancha

Descrição

Em 1829, o estudioso e bibliógrafo espanhol Vicente Salvá determinou que este livro era a verdadeira editio princeps (primeira edição impressa) do primeiro volume de El ingenioso hidalgo don Quixote de la Mancha (O engenhoso cavalheiro D. Quixote de La Mancha). Até então, ela tinha sido considerada uma segunda edição, impressa no mesmo ano. Encorajado pelo sucesso de outras obras de ficção, como Guzmán de Alfarache (A vida de Guzmán de Alfarache) de Mateo Alemán, Francisco de Robles, impressor do rei, comprou os direitos de publicação de Don Quixote. De Robles contratou Juan de la Cuesta, gerente da velha tipografia de Pedro Madrigal, para encarregar-se da impressão, que teve início no final de setembro de 1604, perto da data da licença de publicação. Alguns exemplares do livro foram vendidos ainda em Valladolid antes de serem disponibilizados em Madri, em janeiro de 1605. Esta edição é um exemplo da tipografia de baixa qualidade que caracterizava a impressão espanhola da época. Considerando o nível geral de impressão e a velocidade com que o livro foi produzido, não é de se estranhar que esta edição possua um grande número de erros de impressão e até mesmo erros tipográficos por todo o texto. O grande sucesso da obra levou de Robles a preparar uma segunda edição, na qual muitos dos erros foram corrigidos. É muito provável que o próprio Cervantes tenha feito algumas das correções, tal como a do roubo do burro de Sancho. O envolvimento do autor nas correções aumenta a importância desta edição; uma importância pouco reconhecida por muitos críticos. Um pequeno número da editio princeps sobreviveu. Este exemplar foi entregue à Biblioteca Nacional de Madri em 1865 por um doador particular, conforme registrado pelo diretor Hartzenbusch em seu relatório anual. A capa e quatro páginas preliminares desapareceram e foram substituídas por cinco litografias coloridas feitas por Lopez Fabra a partir da cópia do mesmo livro da Real Academia Espanhola. O segundo volume de Don Quixote surgiu em 1615, uma década após o primeiro volume.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Juan de la Cuesta, Madri

Idioma

Título no Idioma Original

El ingenioso hidalgo don Quixote de la Mancha

Lugar

Tipo de Item

Descrição Física

12 páginas não numeradas, 312 páginas, 8 folhas

Observações

  • Dedicado ao Duque de Bejar, ao Marquês de Gibraleon, ao Conde de Benalcaçar y Banares, ao Visconde de Puebla de Alcozer e aos prefeitos das cidades de Capilla, Curiel e Burguillos. Desenho tipográfico de Juan de la Cuesta na capa.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 19 de março de 2012