Versos do poeta cazaque Abai Ibrahim Kunanbaev

Descrição

O Cazaquistão teve uma forte tradição oral na literatura até meados do século XIX. Abai (Ibrahim) Kunanbaev (1845-1904) foi um poeta e professor cazaque e a figura chave no desenvolvimento de uma nova literatura escrita nacional do Cazaquistão. Seu pai, Kunanbai Uskenbaev, foi um latifundiário e a família era proeminente no leste do Cazaquistão. Abai estudou na madraçal liderada pelo Mulá Ahmed Rıza em Semey e também frequentou uma escola russa. Ele falava árabe, persa e outras línguas orientais. Abai Kunanbaev também traduziu para o cazaque obras dos grandes poetas europeus e russos, como Goethe, Heine, Pushkin, Lermontov e Krylov. Sua educação capacitou Abai a adaptar as ideias e a literatura russa para as necessidades do Cazaquistão, contribuindo para o desenvolvimento de uma cultura secular. Abai Kunanbaev introduziu novos temas e assuntos em sua poesia e muitos de seus versos são monólogos líricos. Temas como a natureza e o amor se mesclam com reflexões filosóficas e ideias do iluminismo e da humanidade. Apenas alguns de seus poemas foram publicados durante a vida de Abai. Esta é a sua primeira coleção, Qazaq Aqyny Ibrahim Qunanbay Oghlynyng Olangy (Versos do poeta cazaque Abai Ibrahim Kunanbaev), publicada em São Petersburgo, em 1909. Neste exemplo, as primeiras páginas tornaram-se tão desgastadas que atualmente um texto escrito à mão substitui as folhas deterioradas.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

São Petersburgo

Idioma

Título no Idioma Original

قازاق آقني ابراهيم قونانباى اوغلي ننك اولانكي

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 11 de maio de 2015