Liturgia

Descrição

Este manuscrito do final do século XVI é o que se chama em árabe de Qundāq (da palavra grega kontakion), ou seja, um livro litúrgico. O texto foi escrito parte em árabe e parte em siríaco, um dialeto do aramaico falado antigamente em diversas terras do Crescente Fértil. O manuscrito é extensivamente rubricado, mas a tinta preta sangrou em muitos lugares. O mais interessante aqui é que a escrita siríaca neste códice, pertencente à variedade conhecida como melquita, é muito mais angular do que a escrita encontrada mais comumente no script serta. O manuscrito foi copiado na biblioteca do Mosteiro de Nossa Senhora de Balamand, um mosteiro ortodoxo de Antíoco localizado em um platô a cerca de oito quilômetros ao sul de Trípoli, no atual Líbano, onde ainda se encontra. Fundado em 1157 como uma abadia da Ordem de Cister francesa, Nossa Senhora de Balamand deriva seu nome de bel mont (bela montanha). Em 1604, o mosteiro ficou sob a autoridade dos monges ortodoxos locais.

Última Atualização: 3 de outubro de 2014