As chaves para os céus: uma explicação da “lei islâmica”

Descrição

Mafâtîh al-Jinân: Šharh Šhir’at al-Islam (As chaves para os céus: uma explicação da “lei islâmica”) é um comentário sobre a obra Šhir’at al-Islam (Lei islâmica) de Mohammad ibn Abu Bakr al-Jughi (1098–1177). Al-Jughi era conhecido como Imame Zadeh, um estudioso e um imame em Bucara (atual Uzbequistão). O comentário, de Ya’kub ibn Sayyid ali al-Burssawi (morto por volta de 1524), trata-se de um extenso livro que discute a crença, os costumes e as práticas cotidianas em uma estrutura islâmica. A obra consiste em 61 seções, chamadas livros. É dada especial atenção à ética. Os muçulmanos são conclamados a seguir o Alcorão e a Sunna em todas as ações, fortalecer sua fé, ter boas intenções, cuidar dos pais e dos parentes e a se comportar decentemente com outras pessoas. O texto explica os preceitos da oração, o comparecimento à mesquita, a jihad, a caridade, o jejum e as regras relativas à alimentação e às bebidas, à hospitalidade, ao casamento e aos meios de comunicação. Esta edição, publicada em Kazan, em 1906, é um exemplo de publicação árabe e islâmica no Império Russo para a população muçulmana do império. A universidade de Kazan foi fundada pelo czar Alexandre I em 1804 e se tornou o centro principal de estudos orientais no Império Russo. Kazan foi um centro de publicações para a população muçulmana do império.

Data de Criação

Informação da Publicação

Editora da Universidade Imperial de Kazan, Kazan

Idioma

Título no Idioma Original

مفاتيح الجنان، شرح شرعة الإسلام

Tipo de Item

Descrição Física

616 páginas

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 27 de abril de 2015